Santos bate Comercial e conquista 4.ª vitória seguida

Com Neymar em campo e gols de Ibson e Durval, equipe mantm boa sequncia de resultados

Santos bate Comercial e conquista 4.ª vitória seguida
Santos bate Comercial e conquista 4.ª vitória seguida (Foto: DANIEL TEIXEIRA/AGÊNCIA ESTADO)

O Santos teve dificuldade, mas conseguiu derrotar o Comercial por 2 a 0, nesta quarta-feira, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Com uma boa atuação, que animou os mais de cinco mil pagantes presentes na Arena Barueri, a equipe chegou à sua quarta vitória seguida na competição, com gols de Ibson e Durval.

Com o resultado, o time da Vila Belmiro, que segue interditada por uma reforma no gramado, chegou aos 18 pontos e assumiu a quarta colocação na tabela, mas pode ser ultrapassado pelo São Paulo, que ainda joga nesta quarta. Na próxima rodada, o Santos volta a atuar na Arena Barueri, diante da Ponte Preta, neste sábado, às 18h30.

Já o Comercial segue em situação complicada, na 14.ª posição, com sete pontos, e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento, já que XV de Piracicaba, com cinco pontos, Catanduvense e Oeste, com sete, jogarão nesta quinta. Na próxima rodada, a equipe de Ribeirão Preto recebe o Mirassol, no Palma Travassos, neste domingo, às 18h30.

O JOGO - A partida começou bastante equilibrada, tanto que antes dos 20 minutos as duas equipes já haviam acertado a trave. Aos 10, Neymar bateu escanteio na cabeça de Edu Dracena, que acertou o poste direito de Alex. Oito minutos depois, foi a vez de Rossato, em cobrança de falta, bater na baliza de Aranha.

Favorito no confronto e com a responsabilidade de jogar diante da própria torcida, o Santos partia para cima, sempre buscando as jogadas com Neymar. Mas a equipe e o atacante esbarravam na boa marcação do Comercial, que aproveitava as roubadas de bola para sair em contra-ataque.

Em uma escapada de Neymar, os anfitriões quase abriram o placar. Ele recebeu pela direita e deu lindo passe para Borges, aproveitando a linha de impedimento mal feita da zaga adversária. O atacante saiu de frente para o goleiro, mas preferiu rolar para o meio. A bola passou por Ganso e achou Juan que bateu travado e perdeu boa chance.

Na segunda vez que teve liberdade, Neymar arrancou do meio de campo, passou por dois marcadores, escapou da falta e tocou para Ibson. O volante tocou de esquerda, na saída do goleiro, e abriu o placar para o Santos, aos 28 minutos.

Aos 35, a equipe da casa contou novamente com boa jogada de seu atacante, que partiu pela esquerda, pedalou e, ao tentar o drible, se atrapalhou. Mesmo assim, conseguiu achar Arouca na entrada da área. O volante bateu forte, mas alto demais. Dois minutos depois, Ganso deu lindo lançamento para Juan, que bateu cruzado, com desvio, pela linha de fundo.

Nos acréscimos do primeiro tempo, o Comercial voltou a levar perigo em uma jogada de bola parada. Aos 46 minutos, Rossato bateu falta da intermediária, a bola passou por todo mundo e quase enganou Aranha, que conseguiu a defesa. Foi o último lance da etapa inicial.

Na volta do intervalo, o Santos manteve a superioridade e, após cruzamento de Neymar, voltou a acertar a trave, aos 12 minutos. O atacante cobrou falta pela direita, na cabeça de Ganso, que acertou o poste. Aos 17, Borges recebeu bom passe, cortou para o pé esquerdo, mas bateu fraco e Alex defendeu tranquilamente.

A vantagem fez o time da Vila Belmiro se retrair e o Comercial, mesmo esbarrando nas próprias deficiências técnicas, começava a dominar a posse de bola. No entanto, a equipe do interior não conseguia chegar com perigo ao gol de Aranha.

Quando parecia que a partida terminaria em 1 a 0, o Santos chegou ao segundo gol. Aos 36 minutos do segundo tempo, Elano bateu falta da intermediária. Durval se antecipou à defesa do Comercial e escorou no canto esquerdo do goleiro para definir o placar. Aos 39 minutos, Alan Kardec ainda acertou uma bola no travessão.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 2 x 0 COMERCIAL

SANTOS - Aranha; Fucile (Crystian), Edu Dracena, Durval e Juan; Arouca, Henrique, Ibson (Elano) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges (Alan Kardec). Técnico: Muricy Ramalho.

COMERCIAL - Alex; Jordã, Fabão, Leandro Camilo e Rossato (Wellington); Jonílson (Henrique Motta), Ricardo Conceição, Carlos Magno e Luís Augusto; Henan (Jaílton) e Alex Rafael. Técnico: Márcio Fernandes.

GOLS - Ibson, aos 28 minutos do primeiro tempo. Durval, aos 36 minutos do segundo tempo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247