Santos segura 1 a 0, bate o Ceará e volta a vencer

Sem Neymar e com atuao decepcionante de Ganso, clube paulista deixa momentaneamente a zona de rebaixamento

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sem Neymar e em mais uma atuação decepcionante de Ganso, o Santos criou pouco. Só que a zaga, muito mal nos últimos jogos, desta vez não falhou. Isso foi suficiente para que a equipe santista vencesse o Ceará por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Pacaembu, e pusesse fim à série de três derrotas consecutivas no Brasileirão. Também conseguiu quebrar um jejum: há mais de um mês o Santos não deixava o campo sem tomar gol numa partida.

A vitória faz o Santos deixar momentaneamente a zona de rebaixamento, com 14 pontos, um a mais que Avaí e Atlético-GO, que ainda jogam neste domingo e podem recolocar o time paulista entre os quatro últimos, apesar dos três jogos a menos que a maioria dos adversários. O Ceará tem 18 pontos e está em 12.º.

Na quarta-feira, às 21h50, o Santos enfrenta o Corinthians, em jogo adiado da quinta rodada, na Vila Belmiro. No sábado, terá pela frente o Atlético-GO, no Serra Dourada. Já o Ceará, na quarta, enfrenta o São Paulo, mas pela Copa Sul-Americana, às 19h30, no Presidente Vargas. Pelo Brasileirão, pega o Corinthians, domingo, novamente no Pacaembu.

O JOGO - Com os desfalques de Léo (suspenso pelo terceiro amarelo) e Danilo (na seleção sub-20), e já sem Jonathan e Alex Sandro, vendidos, Muricy Ramalho tinha problemas em armar as laterais do Santos. Surpreendeu ao optar por Pará na esquerda e o jovem Leandro Silva pela direita. O garoto de 22 anos, contratado há menos de um mês, está em período de experiência na Vila Belmiro. E, pelo jeito, não agradou.

Depois de 27 minutos de domínio do Ceará, Muricy resolveu queimar Leandro Silva (que já tinha amarelo) e colocar em campo o atacante Diogo. Deslocou Henrique para a lateral e deixou o time com dois homens de frente. A modificação deu certo. Tanto que só deu Santos no restante do primeiro tempo.

Aos 32 minutos, Elano tabelou com Arouca, que chutou cruzado. Diego espalmou para o meio da área e o oportunista Borges marcou no rebote o seu oitavo gol no Brasileirão. Em jogada parecida, aos 39, novamente a bola foi de Elano para Arouca, mas desta vez o volante cruzou. Ganso, sozinho na pequena área, com o gol vazio, conseguiu a façanha de mandar por cima.

Na segunda etapa, Elano, o melhor jogador do Santos, seguiu em destaque. Aos 7 minutos, Pará fez ótima jogada pela esquerda, peladou sobre o marcador e cruzou na medida para Diogo, que ajeitou para Elano bater de primeira. Diego fez ótima defesa, no reflexo.

A vontade de o Santos fazer o segundo não durou mais que dez minutos. Satisfeito com o 1 a 0 sobre o Ceará, em casa, o campeão continental recuou - a ponto de Borges dar lugar ao zagueiro Bruno Aguiar -, chamou os visitantes, mas segurou a vitória magra.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email