São João na Praça movimenta comércio da Avenida Sete

O segundo dia do São João na Praça, na Piedade, começou esta sexta-feira bastante movimentado, com degustação de canjica, milho verde, amendoim, cuscuz e uma variedade de bolos; o evento começou nesta quinta-feira (16) e vai até sábado (18), das 9h às 20h; no primeiro dia contou com a participação da banda da Guarda Municipal de Salvador; o evento faz parte do projeto Avenida Sete Território Empreendedor, e é resultado de uma parceria entre Câmara de Dirigentes Lojistas, Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas, e Secretaria Municipal de Ordem Pública

O segundo dia do São João na Praça, na Piedade, começou esta sexta-feira bastante movimentado, com degustação de canjica, milho verde, amendoim, cuscuz e uma variedade de bolos; o evento começou nesta quinta-feira (16) e vai até sábado (18), das 9h às 20h; no primeiro dia contou com a participação da banda da Guarda Municipal de Salvador; o evento faz parte do projeto Avenida Sete Território Empreendedor, e é resultado de uma parceria entre Câmara de Dirigentes Lojistas, Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas, e Secretaria Municipal de Ordem Pública
O segundo dia do São João na Praça, na Piedade, começou esta sexta-feira bastante movimentado, com degustação de canjica, milho verde, amendoim, cuscuz e uma variedade de bolos; o evento começou nesta quinta-feira (16) e vai até sábado (18), das 9h às 20h; no primeiro dia contou com a participação da banda da Guarda Municipal de Salvador; o evento faz parte do projeto Avenida Sete Território Empreendedor, e é resultado de uma parceria entre Câmara de Dirigentes Lojistas, Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas, e Secretaria Municipal de Ordem Pública (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O segundo dia do São João na Praça, na Piedade, começou hoje (17) bastante movimentado, com dezenas de pessoas degustando as comidas típicas da época, como canjica, milho verde, amendoim, cuscuz e uma variedade de bolos e fazendo compras nas barracas de artesanato, sempre ao som de atrações musicais.

O evento começou nesta quinta-feira (16) e vai até sábado (18), das 9h às 20h. No primeiro dia contou com a participação da banda da Guarda Municipal de Salvador, que animou os presentes. O evento faz parte do projeto Avenida Sete Território Empreendedor, e é resultado de uma parceria entre a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop).

"O São João na Praça busca revitalizar e movimentar o comércio da Avenida Sete de Setembro, nesse período de festas juninas", salienta Janete Garcia, coordenadora da Semop. O evento, que fica disponível até dia 18 de junho, acontece sempre das 9 às 20h.

Arraiá no Pelourinho - Em clima de muita alegria e descontração, os alunos da Escola Municipal Vivaldo da Costa Lima comemoraram a chegada dos festejos juninos. O evento foi realizado ontem (16) na Praça Teresa Batista, no Pelourinho. Cerca de 150 alunos puderam se divertir ao som da banda Homens de Saia, saborear as comidas típicas e assistir as apresentações de teatro, dança, música e até um casamento na roça encenado pelos próprios estudantes.

Matias Nascimento, 9, uma das crianças a se apresentar na festa, estava ansiosa para representar o seu personagem, o noivo Josefino. "Estou gostando muito! Eu já sei as minhas falas todas, e agora eu posso me apresentar sem me esquecer de nada", disse o garoto minutos antes de entrar em cena.

A sua entrada no palco foi acompanhada pelo olhar atento do seu pai Osni Nascimento, 38, e da sua madrasta Leonela Santos, 26, que não esconderam o orgulho. "Esse evento está sendo muito importante para a gente e para ele, porque nas escolas anteriores ele não teve esse momento de lazer. Está sendo o primeiro São João dele, e ele está se divertindo muito", comemorou Leonela.

Para a diretora da Escola, Joseane Kopque, este tipo de atividade é muito importante porque contribui para o desenvolvimento pedagógico dos alunos. "Este evento contribui para a socialização, a leitura, a escrita, a oralidade, a questão da memorização, eles conhecem também a história dos festejos juninos, e isso desperta a criatividade nas crianças, além de diminuir a violência e enriquecer as brincadeiras", ressalta a gestora.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247