CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

São Paulo fica no 1 a 1 contra o América-MG

Time manteve a partida no 1 a 0 at os 40 minutos do segundo tempo e quase assume a vice-liderana do Brasileiro

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

O São Paulo ficou perto de assumir a vice-liderança do Brasileirão. Mesmo jogando muito mal, chegou a fazer 1 a 0 no América-MG, aos 40 minutos do segundo tempo. Mas levou o empate no lance seguinte, numa linda bicicleta de Kempes, e teve que se contentar com a igualdade em 1 a 1, na noite desta quinta-feira, na Arena do Jacaré, pela 17.ª rodada.

Com o empate, o São Paulo foi a 33 pontos e passou o Vasco no saldo de gols. Se tivesse vencido, teria superado também o Flamengo, que tem 34. Perdeu ainda a chance de abrir sete pontos de folga em relação a Palmeiras e Botafogo na briga pela Libertadores. O América é o lantena, com 12.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Já acostumado a jogar sem Lucas, constantemente chamado para a seleção, o São Paulo não terá o seu principal jogador para o clássico contra o Palmeiras, domingo, às 16h, no Morumbi. Isso porque, mesmo pendurado, Lucas fez falta por trás em Dudu, ao tentar roubar uma bola no ataque ainda no primeiro tempo, levou o terceiro amarelo e vai cumprir suspensão.

O JOGO - Não que o São Paulo venha jogando bem, mas o primeiro tempo da equipe nesta quinta-feira conseguiu ser o pior do time em muito tempo. Passes errados sem excesso, jogadores ocupando a mesma faixa do campo, nenhuma objetividade e o resultado foram 45 minutos de deixar o torcedor preocupado com o futuro da equipe na temporada.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O único lance digno do elenco tricolor foi aos 3 minutos. Cícero foi à linha de fundo, rolou para trás, Lucas fez o corta-luz e Rivaldo bateu de chapa na bola para acertar a trave esquerda do gol de Neneca. E foi só.

Rivaldo, Cícero, Carlinhos Paraíba, Dagoberto e Lucas formavam uma linha à frente da área do América. Não havia espaço para passes longos, para a chegada dos laterais, nem ninguém na área para servir de referência. Trombando a toda hora, os jogadores tricolores não criavam nada e ainda erravam passes em demasia.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O América-MG também não tinha futebol para fazer bonito. Pelas laterais, conseguiu ser mais perigoso que o São Paulo. Aos 34 minutos, após bola levantada na área, Micão cabeceou no chão e Rogério fez excelente defesa. Rodriguinho pegou o rebote, chutou forte, mas mandou à esquerda.

Na segunda etapa, o São Paulo percebeu que Neneca é inseguro ao sair do gol e passou a abusar dos cruzamentos na área. A solução paliativa para a falta de qualidade no passe fez o São Paulo crescer no jogo, de forma a passar a dominar a partida. Lucas, apagadíssimo na primeira etapa, também contribuiu bastante para a evolução tricolor.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A torcida sentia falta de um organizador de jogo e insistia pela entrada de Cañete, mas a substituição promovida por Adilson foi Fernandinho no lugar de Dagoberto. Com a jogada típica do velocista, sempre driblando para a esquerda e indo à linha de fundo, o São Paulo passou a ser ainda mais perigoso. O problema deixou de ser na criação e passou a ser na finalização.

Mesmo assim abriu o placar. Aos 40 minutos, Marlos (que substituiu Rivaldo) cruzou rasteiro e Wellington tropeçou na bola no meio da pequena área. A zaga tirou em cima da linha, mas a sobra ficou com Marlos, que bateu para as redes. Dois minutos depois, após cobrança de lateral, Carlinhos cabeceou para trás e Kempes fez lindo gol de bicicleta.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO