São Paulo passa sufoco mas vence Coritiba por 4 a 3

Time paulista, de Juan, faz 4 a 0 mas permite a reao dos coritibanos no segundo tempo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Márcio Kroehn_247 – Aos 44 minutos do primeiro tempo, o São Paulo vencia o Coritiba por 3 a 0 e uma bola foi recuada para o goleiro Edson Bastos. O veterano Rivaldo, 39 anos, deu um pique da intermediária para pressionar a reposição do goleiro adversário, que precisou dar um chutão para frente. O São Paulo recuperou a posse de bola e o camisa 10 são paulino mostrou que, dentro de campo, talento e vontade devem andar juntos. Foi o que ajudou o São Paulo a superar a pressão inicial dos donos da casa. Com 1 minuto, o coritibano Rafinha acertou a trave direita de Rogério Ceni e, aos 15, só não fez 1 a 0 porque a defesa são paulina afastou. Aos 17, com um misto de sorte e talento, Carlinhos Paraíba acertou um tirambaço da entrada da área e colocou o São Paulo na frente. No minuto seguinte, Marcos Aurélio exigiu boa defesa de Rogério. Aos 23, Juan recebeu lançamento de Rhodolfo e encobriu o goleiro Edson Bastos: 2 a 0.

O Coritiba não acreditava no que acontecia: tinha mais posse de bola, mas o São Paulo era mais eficiente. Aos 30, uma troca de passes entre Rivaldo, Dagoberto, Lucas e Wellington terminou em um golaço de Dagoberto, que tocou na saída do goleiro Edson Bastos. Os são paulinos controlavam o jogo, tocavam a bola e terminaram o primeiro tempo com um jogador a mais, depois que Davi foi expulso por reclamação aos 41.

Quando o jogo não está fácil, todos os lances parecem que são do adversário. Aos 9 minutos, uma saída de bola errada do Coritiba caiu nos pés de Lucas que, de primeira, encobriu Edson Bastos: 4 a 0 São Paulo. Com um a menos e um placar tão elástico, os coritibanos foram valentes e diminuíram a desvantagem. Aos 22, Rafinha pegou um rebote da zaga e fez 1 a 4. Bill, duas vezes, fez 3 a 4. Primeiro, aos 29, evitando um pênalti do zagueiro Xandão e, mesmo caído, tocando para a rede. O segundo aconteceu aos 40, ao ganhar do lateral Jean de cabeça, quase na linha do gol. O Coritiba era só pressão, o empate parecia possível. Aos 45, o volante Denílson, que fazia seu segundo jogo com a camisa do São Paulo, foi expulso. O time da casa ainda conseguiu colocar uma bola na rede – pelo lado de fora – e pedir um pênalti em lance dentro da área. Mas, no final, o ótimo jogo ficou no 4 a 3. E o São Paulo, vice-líder do Brasil com 25 pontos, impôs a segunda derrota do Coritiba no Couto Pereira neste ano.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email