Secad vai investigar diretores do Sisepe em “farra das diárias”

A Secretaria de Administração do Estado vai investigar se João Gualberto Lima e Welton Freitas, que são diretores do Sisepe em Gurupi e Araguaína, respectivamente, obtiveram frequência em seus locais de trabalho sem terem ido trabalhar, por estarem em viagens a serviço do Sisepe; com presença registrada no trabalho mas viajando a serviço do Sisepe, os dois receberam ao todo R$ 93,5 mil em diárias em 2013, num caso denunciado como "Farra das Diárias"pelo representante do Movimento pela Moralização e Democraticação do Sisepe (MMDS), Wiston Gomes Dias

A Secretaria de Administração do Estado vai investigar se João Gualberto Lima e Welton Freitas, que são diretores do Sisepe em Gurupi e Araguaína, respectivamente, obtiveram frequência em seus locais de trabalho sem terem ido trabalhar, por estarem em viagens a serviço do Sisepe; com presença registrada no trabalho mas viajando a serviço do Sisepe, os dois receberam ao todo R$ 93,5 mil em diárias em 2013, num caso denunciado como "Farra das Diárias"pelo representante do Movimento pela Moralização e Democraticação do Sisepe (MMDS), Wiston Gomes Dias
A Secretaria de Administração do Estado vai investigar se João Gualberto Lima e Welton Freitas, que são diretores do Sisepe em Gurupi e Araguaína, respectivamente, obtiveram frequência em seus locais de trabalho sem terem ido trabalhar, por estarem em viagens a serviço do Sisepe; com presença registrada no trabalho mas viajando a serviço do Sisepe, os dois receberam ao todo R$ 93,5 mil em diárias em 2013, num caso denunciado como "Farra das Diárias"pelo representante do Movimento pela Moralização e Democraticação do Sisepe (MMDS), Wiston Gomes Dias (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 – A Secretaria de Administração do Estado (Secad) instaurou Procedimento Administrativo Disciplinar contra os servidores João Gualberto Lopes Lima, lotado na Secretaria de Defesa Social em Gurupi, e Welton Ferreira Freitas, lotado na Secretaria de Educação e Cultura em Araguaína.

João Gualberto e Welton são diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Estaduais do Estado do Tocantins (Sisepe) em Gurupi e Araguaína, respectivamente. A Secad vai investigar se os dois obtiveram frequência em seus locais de trabalho, sem entretanto terem ido trabalhar por estarem em viagens a serviço do Sisepe.

“Por conseguinte, percebendo os valores correspondentes aos vencimentos mensais de forma integral sem a devida contraprestação do serviço, priorizando a atividade sindical em detrimento do serviço público, condutas que, em tese, infringem aos princípios e deveres inerentes ao servidor público descritos na Lei nº 1.818, de 23 de agosto de 2007”, diz a portaria da Secad, assinada pela corregedora administrativa, Vagléia Inácio Montelo Camarço.

Conforme divulgou o Tocantins 247, o representante do Movimento pela Moralização e Democraticação do Sisepe (MMDS), Wiston Gomes Dias, denunciou o que chamou de “farra das diárias e jetons no Sisepe”.

Segundo Wiston Gomes, João Gualberto Lopes Lima recebeu do Sisepe o valor total de R$ 50.657,94 em 2013, referente a 190 convocações do presidente Cleiton Pinheiro para o servidor representar os interesses da instituição em viagens pelo estado. A irregularidade apontada pelo representante do MMDS é que nas datas em que recebeu pelo Sisepe em viagens, não se ausentou de suas atividades como servidor da Secretaria de Defesa Social em Gurupi.

Já Welton Freitas recebeu em 2013 R$ 42.907,60, referente a 133 trabalhados em favor dos interesses do Sisepe em outros municípios. O diretor do sindicato recebeu os recursos para se deslocar, mas registrou presença normal na Secretaria de Educação do Estado em Araguaína durante o período.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email