Secretariado de Iris causa rusgas no PMDB e aliados

Os 15 nomes anunciados pelo novo prefeito de Goiânia seguem rendendo polêmica e atritos dentro do PMDB e com aliados; deputado José Nelto, até agora sem espaço na equipe, deu indireta para Iris Rezende na coluna Giro, do jornal O Popular; Jorcelino Braga, do PRP, aliado de campanha, também não conseguiu até aqui emplacar o secretário de Comunicação; com dificuldades para definir o restante da equipe, Iris resolveu que alguns secretários vão acumular funções; Paulo Ortegal será chefe de gabinete e comandante da pasta de comunicação; Iris ainda vê a repercussão em cima de nomes acusados de corrupção, como o secretário de Cultura, Kleber Adorno, que responde a processo na Justiça

Os 15 nomes anunciados pelo novo prefeito de Goiânia seguem rendendo polêmica e atritos dentro do PMDB e com aliados; deputado José Nelto, até agora sem espaço na equipe, deu indireta para Iris Rezende na coluna Giro, do jornal O Popular; Jorcelino Braga, do PRP, aliado de campanha, também não conseguiu até aqui emplacar o secretário de Comunicação; com dificuldades para definir o restante da equipe, Iris resolveu que alguns secretários vão acumular funções; Paulo Ortegal será chefe de gabinete e comandante da pasta de comunicação; Iris ainda vê a repercussão em cima de nomes acusados de corrupção, como o secretário de Cultura, Kleber Adorno, que responde a processo na Justiça
Os 15 nomes anunciados pelo novo prefeito de Goiânia seguem rendendo polêmica e atritos dentro do PMDB e com aliados; deputado José Nelto, até agora sem espaço na equipe, deu indireta para Iris Rezende na coluna Giro, do jornal O Popular; Jorcelino Braga, do PRP, aliado de campanha, também não conseguiu até aqui emplacar o secretário de Comunicação; com dificuldades para definir o restante da equipe, Iris resolveu que alguns secretários vão acumular funções; Paulo Ortegal será chefe de gabinete e comandante da pasta de comunicação; Iris ainda vê a repercussão em cima de nomes acusados de corrupção, como o secretário de Cultura, Kleber Adorno, que responde a processo na Justiça (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O anúncio de de 15 nomes do secretariado do novo prefeito Iris Rezende não fez acalmar os ânimos no PMDB; pelo contrário. Aliados peemedebistas e até de outros partidos estão insatisfeitos com a falta de espaço oferecido pelo prefeito. Integrantes avaliam que Iris montou uma equipe que possa controlar com rédeas curtas.

O primeiro a reclamar publicamente, mesmo que de forma indireta, é o deputado estadual José Nelto. O parlamentar ainda não foi contemplado com uma cota na equipe irista e deu a seguinte declaração à coluna Giro, do jornal O Popular. "Estou vendo que muitos administradores acabaram de assumir mandatos com demagogia e populismo. É bom lembrar que a população saiu às ruas contra os demagogos, populistas e corruptos".

O espaço dedicado ao Jorcelino Braga, do PRP, também é tímido até aqui. Braga estaria tentando emplacar o jornalista Gercyley Braga na Secretaria de Comunicação, mas Dona Iris e a filha de Iris, Ana Paula, preferem outro nome. Com essa indefinição, o prefeito colocou o chefe de gabinete Paulo Ortegal para comandar a Secom.

Outra polêmica que envolve o secretariado de Iris tem a ver com as acusações contra os escolhidos. O secretário de Cultura, Kleber Adorno, responde processo na Justiça acusado de corrupção. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247