Secretário de Saúde esclarece empréstimo de US$ 123 milhões

Henrique Javi esteve na Assembleia Legislativa nesta terça (20) para explicar o projeto de Lei, de autoria do Executivo, que autoriza o o Governo do Estado a contratar financiamento de US$ 123 milhões junto ao BID. Segundo ele, caso aprovados, os recursos serão investidos na construção do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, de algumas policlínicas, e no fortalecimento as redes secundárias e terciárias do sistema de saúde

Henrique Javi esteve na Assembleia Legislativa nesta terça (20) para explicar o projeto de Lei, de autoria do Executivo, que autoriza o o Governo do Estado a contratar financiamento de US$ 123 milhões junto ao BID. Segundo ele, caso aprovados, os recursos serão investidos na construção do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, de algumas policlínicas, e no fortalecimento as redes secundárias e terciárias do sistema de saúde
Henrique Javi esteve na Assembleia Legislativa nesta terça (20) para explicar o projeto de Lei, de autoria do Executivo, que autoriza o o Governo do Estado a contratar financiamento de US$ 123 milhões junto ao BID. Segundo ele, caso aprovados, os recursos serão investidos na construção do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, de algumas policlínicas, e no fortalecimento as redes secundárias e terciárias do sistema de saúde (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará247 - O secretário de saúde do Estado, Henrique Javi, esteve nesta terça-feira (20) na Assembleia Legislativa para explicar o projeto de Lei, de autoria do Executivo, que autoriza o Governo do Estado a contratar financiamento de US$ 123 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no âmbito do Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde do Estado do Ceará (Proexmaes II), para investimentos na saúde.

Caso aprovados, os recursos serão investidos na construção do Hospital Regional do Vale do Jaguaribe, de algumas policlínicas, e no fortalecimento as redes secundárias e terciárias do sistema de saúde, informou o secretário.

Questionado sobre a manutenção dos hospitais já existentes, Javi reconheceu os déficits, mas destacou que a descentralização do sistema de saúde possibilitou uma grande transformação na eficácia e celeridade dos atendimentos. "Hoje uma UTI não é mais um local para se morrer. É um local onde o paciente se recupera e tem alta. O custeio de cada hospital nós só podemos saber após construí-lo", declarou.

Os deputados da base aliada defenderam a necessidade de um hospital para a região do Vale do Jaguaribe e da qualificação do atendimento, sugerindo a solicitação de mais verbas oriundas do Governo Federal. "Precisamos continuar com o processo de interiorização da saúde pública, para que todos os municípios tenham atendimento igual", afirmou o deputado Júlio César Filho (PTN).

Para os deputados Agenor Neto (PMDB), Dra. Silvana (PMDB), Fernanda Pessoa (PR), Capitão Wagner (PR), Leonardo Araújo (PMDB), Danniel Oliveira (PMDB) e Carlos Matos (PSDB), a grande preocupação é como o Estado irá custear mais unidades de atendimento com tantos problemas nas já existentes.  De acordo com o deputado Capitão Wagner (PR), "o Ceará precisa da melhor rede de saúde pública, e não da maior".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247