Secretário discute plano de segurança para o centro de Fortaleza

O secretário de Segurança do Ceará, André Costa, participou ontem, de reunião com a Câmaras de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) para discutir o problema da insegurança no centro da cidade. Durante a reunião, o secretário propôs a elaboração de um plano de segurança permanente para a área; o presidente da CDL de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, destacou na reunião, as preocupações dos lojistas com os assaltos aos clientes de lojas, estacionamentos e roubos de carga

O secretário de Segurança do Ceará, André Costa, participou ontem, de reunião com a Câmaras de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) para discutir o problema da insegurança no centro da cidade. Durante a reunião, o secretário propôs a elaboração de um plano de segurança permanente para a área; o presidente da CDL de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, destacou na reunião, as preocupações dos lojistas com os assaltos aos clientes de lojas, estacionamentos e roubos de carga
O secretário de Segurança do Ceará, André Costa, participou ontem, de reunião com a Câmaras de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) para discutir o problema da insegurança no centro da cidade. Durante a reunião, o secretário propôs a elaboração de um plano de segurança permanente para a área; o presidente da CDL de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, destacou na reunião, as preocupações dos lojistas com os assaltos aos clientes de lojas, estacionamentos e roubos de carga (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O secretário de Segurança do Ceará, André Costa, participou ontem, de reunião com a Câmaras de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL) para discutir o problema da insegurança no centro da cidade. Durante a reunião, o secretário propôs a elaboração de um plano de segurança permanente para a área, nos mesmos moldes do apresentado para coibir crimes na orla da Capital. 

Segundo André Costa, uma das propostas para o plano de segurança do Centro é fazer uma parceria com o setor público e privado. "Existe sempre um planejamento. Hoje é um início de discussão. A gente pode então trabalhar essas propostas. Não pontual e que não mude com o tempo, mas que realmente tenha policiamento e continuidade. O problema não é focado. Tem o entorno. Pessoas de fora que vão assaltar. Além de usuário de drogas e moradores de rua", analisa.

O secretário também destacou a importância de um trabalho conjunto com a Prefeitura de Fortaleza por meio da Guarda Municipal. "É importante também intensificar o trabalho conjunto com a Guarda Municipal. A gente está em constante conversa. Combater o tráfico por meio de ações de inteligência com o intuito de acabar com a oferta das drogas na rua".

O problema do trânsito no entro da cidade também foi tratado pelo secretário. "No horário comercial o deslocamento é intenso. Precisamos usar mais motocicletas, bicicletas ou policiamento a pé". Ainda segundo o secretário da Segurança, a Polícia tem grande preocupação com as linhas de ônibus. "Estamos identificando os gargalos. Não posso adiantar para não atrapalhar as investigações, mas o Centro possui muitos pontos críticos", destaca o titular da SSPDS.

Segundo o presidente da CDL de Fortaleza, Severino Ramalho Neto, entre as preocupações dos lojistas estão os assaltos aos clientes de lojas, estacionamentos e até roubo de carga. Severino destaca, atualmente, a existência de um alto investimento privado com implementação de tecnologias, mas que ainda não ocorre uma integração com o setor público. "As câmeras de segurança estão à disposição de todo o Centro, mas de forma separada. Precisamos fazer isso em conjunto com o setor privado", aponta.

Ainda segundo Severino, os assaltos de carga em todo o Estado representam milhões de reais perdidos que podem impactar nos preços dos produtos. "Todo dia tem carga roubada no Estado que acaba impactando nos valores dos comerciantes do Centro. Acontece com uma frequência gigantesca e encarece para o consumidor".

Com informações da CDL Fortaleza

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247