Secretário-geral do PSDB enquadra Doria

Ala do PSDB ligada ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, criticou o prefeito da capital paulista, João Doria, que defendeu que as pesquisas de intenção de voto sejam um dos critérios para que a legenda escolha o seu candidato à Presidência da República nas eleições de 2018; "O PSDB não tem nenhuma previsão de estabelecer as pesquisas como critério de escolha de candidato", disse o secretário-geral do PSDB, deputado Silvio Torres (SP); vice-presidente do PSDB, Alberto Goldman também criticou a postura de Doria

Ala do PSDB ligada ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, criticou o prefeito da capital paulista, João Doria, que defendeu que as pesquisas de intenção de voto sejam um dos critérios para que a legenda escolha o seu candidato à Presidência da República nas eleições de 2018; "O PSDB não tem nenhuma previsão de estabelecer as pesquisas como critério de escolha de candidato", disse o secretário-geral do PSDB, deputado Silvio Torres (SP); vice-presidente do PSDB, Alberto Goldman também criticou a postura de Doria
Ala do PSDB ligada ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, criticou o prefeito da capital paulista, João Doria, que defendeu que as pesquisas de intenção de voto sejam um dos critérios para que a legenda escolha o seu candidato à Presidência da República nas eleições de 2018; "O PSDB não tem nenhuma previsão de estabelecer as pesquisas como critério de escolha de candidato", disse o secretário-geral do PSDB, deputado Silvio Torres (SP); vice-presidente do PSDB, Alberto Goldman também criticou a postura de Doria (Foto: Paulo Emílio)

SP 247 - A ala do PSDB ligada ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, criticou o prefeito da capital paulista, João Doria, que defendeu que as pesquisas de intenção de voto sejam um dos critérios para que a legenda escolha o seu candidato à Presidência da República nas eleições de 2018.

"O PSDB não tem nenhuma previsão de estabelecer as pesquisas como critério de escolha de candidato. Em 2016 (na eleição municipal) a escolha do candidato à Prefeitura foi por prévias", disse o secretário-geral do PSDB, deputado federal Silvio Torres (SP), que é aliado de Alckmin.

"Se tiver mais de um pré-candidato na convenção de dezembro, vai ter prévias dentro de dois ou três meses. Todo mundo no partido vai ter que seguir isso. Não há como mudar a regra para atender a conveniência de cada um", completou Torres. Segundo pessoas próximas a Alckmin, Doria teria cometido um "erro político" ao ser "muito afoito" em suas declarações.

O vice-presidente do PSDB, o ex-governador Alberto Goldman, disse que "Doria não quer disputar prévias porque sabe que perde para o Geraldo Alckmin. Ficou claro que, se ele não for candidato pelo PSDB, será por outro partido".

A afirmação de Goldman vem na esteira das afirmações de Doria de que estaria sendo sondado para deixar o PSDB e se filiar a outros partidos, viabilizando assim sua candidatura presidencial.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247