Secretários de Doria são convocados a explicar suspeita de fraude em licitação

André Sturm, secretário de Cultura, Bruno Covas, Secretário Municipal das Prefeituras Regionais, e Julio Semeghini, secretário de governo, foram convocados a comparecer na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo para explicar a denúncia de que o prefeito João Doria direcionou licitação para que a Ambev ganhasse o patrocínio do Carnaval 2017; também foi chamada a chefe de gabinete da Secretaria de Cultura, Giovanna de Moura Rocha Lima

André Sturm, secretário de Cultura, Bruno Covas, Secretário Municipal das Prefeituras Regionais, e Julio Semeghini, secretário de governo, foram convocados a comparecer na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo para explicar a denúncia de que o prefeito João Doria direcionou licitação para que a Ambev ganhasse o patrocínio do Carnaval 2017; também foi chamada a chefe de gabinete da Secretaria de Cultura, Giovanna de Moura Rocha Lima
André Sturm, secretário de Cultura, Bruno Covas, Secretário Municipal das Prefeituras Regionais, e Julio Semeghini, secretário de governo, foram convocados a comparecer na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo para explicar a denúncia de que o prefeito João Doria direcionou licitação para que a Ambev ganhasse o patrocínio do Carnaval 2017; também foi chamada a chefe de gabinete da Secretaria de Cultura, Giovanna de Moura Rocha Lima (Foto: Gisele Federicce)

SP 247- Três secretários do governo João Doria foram convocados a comparecer a uma reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo para explicar a denúncia de que o prefeito teria direcionado uma licitação para que a Ambev ganhasse o patrocínio do Carnaval 2017.

Foram convocados André Sturm, secretário de Cultura, Bruno Covas, vice-prefeito e Secretário Municipal das Prefeituras Regionais, e Julio Semeghini, secretário de governo. Também foi chamada a chefe de gabinete da Secretaria de Cultura, Giovanna de Moura Rocha Lima.

O requerimento foi apresentado pelo Vereador Reis (PT) e aprovado pelo colegiado, com apoio inclusive de vereadores da base aliada de Doria.

De acordo com reportagem divulgada pela CBN na semana passada, o governo Doria direcionou a concorrência pelo patrocínio do Carnaval de rua para que a proposta da Ambev vencesse a licitação.

A informação aparece em áudio de reunião da secretaria municipal de Cultura, no dia 17 de fevereiro, da qual participaram o secretário de Governo, Julio Semeghini, e o da Cultura, André Sturm.

No encontro, há o comentário que o vice-prefeito Bruno Covas (PSDB) orientou os integrantes da Ambev e da Dream Factory a alterar os itens da planilha da proposta para justificar despesas de R$ 15 milhões.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247