Sefaz amplia negociação para Refiz do ICMS e IPVA

Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) prorrogou para o final de janeiro as condições especiais de negociação de dívidas relativas ao ICMS, mantendo descontos de 90% das multas e 75% dos juros para pagamento à vista e descontos outros para parcelamento; para quem está com o IPVA/2014 atrasado, assim como de anos anteriores, as condições de quitação oferecem descontos de 95% das multas e 80% dos juros para pagamento à vista e descontos outros para parcelamento que variam de acordo com a quantidade de prestações negociada

Cédulas de dinheiro. Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Cédulas de dinheiro. Foto: Marcos Santos/USP Imagens (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Sergipe - A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) prorrogou para o final de janeiro as condições especiais de negociação de dívidas relativas ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), mantendo descontos de 90% das multas e 75% dos juros para pagamento à vista e descontos outros para parcelamento, conforme as opções disponíveis no site da Sefaz (www.sefaz.se.gov.br).

E ampliando o programa de negociação de dívidas, a Secretaria da Fazenda está concedendo descontos em caso de adesão para quem tem pendências no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e no Imposto sobre transferência, Causa Morte e Doação (ITCMD). Em todas as situações, a data limite para adesão ao programa especial de negociação é o dia 29 de janeiro de 2016.

Para quem está com o IPVA/2014 atrasado, assim como de anos anteriores, as condições de quitação oferecem descontos de 95% das multas e 80% dos juros para pagamento à vista e descontos outros para parcelamento que variam de acordo com a quantidade de prestações negociada. No caso do ITCMD os descontos são semelhantes, com oportunidade não somente para parcelamento quanto para quitação à vista.

A superintendente de Gestão Tributária da Sefaz, Silvana Maria Lisboa Lima, explica que os prazos máximos de parcelamento são 120 meses para o ICMS, 60 meses para o ITCMD e 48 meses para o IPVA. “Mas, sem dúvidas, o pagamento à vista da dívida sairá mais vantajoso, pois há quase a eliminação de multas e juros. É a melhor opção oferecida. Acessando o site o contribuinte pode fazer todo o encaminhamento da negociação e inclusive emitir o documento de pagamento”, explicou Silvana.

A superintendente ressaltou que a prorrogação do programa de negociação de dívidas de ICMS e a abertura para o IPVA e o ITCMD “para as empresas é uma oportunidade de sair das restrições impostas aos devedores e aproveitar o período de festas de fim de ano para regularizar a situação. Para o cidadão que tem pendências também é a chance de evitar a negativação do CPF”, completou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247