Selo comemorativo marca os 10 anos do Geopark Araripe

Como parte das comemorações dos 10 anos do Geopark Araripe, a ECT (Correios) fará o lançamento nacional dos selos comemorativos à data. Também como parte das comemorações, o Reitor da URCA solicitou à Câmara dos Deputados, a aprovação de um projeto para tornar o Geopark Patrimônio da Unesco

Como parte das comemorações dos 10 anos do Geopark Araripe, a ECT (Correios) fará o lançamento nacional dos selos comemorativos à data. Também como parte das comemorações, o Reitor da URCA solicitou à Câmara dos Deputados, a aprovação de um projeto para tornar o Geopark Patrimônio da Unesco
Como parte das comemorações dos 10 anos do Geopark Araripe, a ECT (Correios) fará o lançamento nacional dos selos comemorativos à data. Também como parte das comemorações, o Reitor da URCA solicitou à Câmara dos Deputados, a aprovação de um projeto para tornar o Geopark Patrimônio da Unesco (Foto: Fatima 247)

Como parte das comemorações dos 10 anos do Geopark Araripe, a Empresa de Correios e Telégrafos (Correios) fará o lançamento nacional dos selos comemorativos à data. A cerimônia solenidade oficial será na próxima segunda-feira (21), no auditório da sede do projeto, no Crato, a partir das 19h. Também como parte das comemorações, o Reitor da URCA solicitou à Câmara dos Deputados, a aprovação de um projeto para tornar o Geopark Patrimônio da Unesco. O Geopark Araripe é pioneiro nas Américas e atualmente tem sido referência para criação de outros projetos do gênero, na América do Sul. 

Em 2006, a GGN aprovou o ingresso do Geopark Araripe nessa Rede como o primeiro Geoparque das Américas, durante a 2nd UNESCO Conference on Geoparks, que se realizou em Belfast, Irlanda do Norte. Desde então, é considerado um dos projetos de desenvolvimento socioeconômico mais importantes do Governo do Estado do Ceará. Em decorrência disso, um conjunto de ações de promoção das riquezas naturais do território, em termos de educação ambiental, geoconservação e geoturismo, está sendo realizado.

O Geopark Araripe conta com geossítios em seis municípios do Cariri: Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Santana do Cariri e Nova Olinda.

Essas áreas contam com importante acervo paleontológico, riquezas culturais, geológicas e históricas. O Geopark atua no contexto da Geoconservação, Geoeducação e o Geoturismo, promovendo as áreas, atualmente com um olhar local, nacional e internacional, no contexto da sustentabilidade.

A educação ambiental tem sido um dos meios de inserção, com as escolas públicas, da rede privadas a entidades sociais. Segundo o diretor executivo do Geopark Araripe, Marcelo Martins de Moura Fé, as duas linhas principais do projeto, estão relacionadas ao fomento, com bons avanços nos últimos anos, incluindo a divulgação e a estruturação dos geossítios, e o segundo aspecto ao desenvolvimento sócio-econômico das comunidades.

No último quadriênio foram realizados investimentos em infraestrutura, incluindo recursos do Governo do Estado e Banco Mundial, de cerca de R$ 10 milhões. Mesmo com as conquistas, os novos desafios se apresentam para o projeto que pretende ter uma integração maior com a comunidade.

O Geopark Araripe conta com Geossítios em seis municípios do Cariri, incluindo Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha, Santana do Cariri e Nova Olinda.

Essas áreas contam com importante acervo paleontológico, riquezas culturais, geológicas e históricas. O Geopark atua no contexto da Geoconservação, Geoeducação e o Geoturismo, promovendo as áreas, atualmente com um olhar local, nacional e internacional, no contexto da sustentabilidade.



Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247