Sem avanço, servidores mantêm greve

Cerca de três mil funcionários da Prefeitura de Maceió protestaram na manhã desta quinta-feira (5), pelas ruas do Centro; eles cobram reajuste salarial, progressão na carreira e melhor condição de trabalho; enquanto não ocorre um entendimento, categoria permanece em greve

Cerca de três mil funcionários da Prefeitura de Maceió protestaram na manhã desta quinta-feira (5), pelas ruas do Centro; eles cobram reajuste salarial, progressão na carreira e melhor condição de trabalho; enquanto não ocorre um entendimento, categoria permanece em greve
Cerca de três mil funcionários da Prefeitura de Maceió protestaram na manhã desta quinta-feira (5), pelas ruas do Centro; eles cobram reajuste salarial, progressão na carreira e melhor condição de trabalho; enquanto não ocorre um entendimento, categoria permanece em greve (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Cerca de três mil servidores municipais de Maceió realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira (5), pelas ruas do Centro, cobrando reajuste salarial, progressão na carreira e melhores condições de trabalho. Mesmo com os protestos, nada foi resolvido até o momento, a greve continua e uma assembleia geral será realizada na próxima quarta (11), no Clube Fênix, no Jaraguá. 

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários e Endemias de Alagoas, Nelson Cordeiro, as entidades que compõem a mesa de negociação se reuniram com o secretário de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio (Semarhp), Felipe Mamede, na última terça, porém, não houve avanços. 

“O gestor disse que vai fazer um levantamento das receitas e gastos do Município, mas não deixou nada oficializado. Enquanto isso, o comando de greve resolveu manter a paralisação por tempo indeterminado”, disse Nelson. 

Os servidores se concentraram na Praça Deodoro e percorreram as ruas do Centro com direção à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Na próxima quarta, no Clube Fênix, os profissionais de diversas categorias discutem os próximos rumos da mobilização. 

Ao todo, a greve abrange sete sindicatos representando servidores administrativos, agentes da saúde, guardas municipais e outras categorias, com exceção dos professores. Os servidores do Município lutam por 14% de reajuste salarial, retroativo das progressões por mérito de julho a novembro (plano de cargos e carrreiras com 5% de aumento a cada dois anos) e implantação da progressão por titulação, além de melhores condições de trabalho.

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Maceió informou à Gazetaweb que o órgão continua analisando a proposta dos servidores e busca uma alternativa para atendê-los. Adianta, ainda, que não é possível conceder um reajuste de 14% pleiteado pela categoria, mas afirma que mantém uma mesa permanente de negociação com os servidores desde a primeira gestão. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247