"Sem Eduardo, Brasil jamais será o mesmo", diz viúva

Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo campos (PSB), agradeceu, durante sessão solene realizada na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (2), a "força e o carinho" do povo pernambucano sem o qual "seria insuportável" lidar com a morte trágica do marido em um acidente aéreo ocorrido no último dia 13 de agosto, em Santos (SP); Renata disse ainda que sem Campos o "Brasil jamais será o mesmo", mas que "homens com ideias não morrem"

Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo campos (PSB), agradeceu, durante sessão solene realizada na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (2), a "força e o carinho" do povo pernambucano sem o qual "seria insuportável" lidar com a morte trágica do marido em um acidente aéreo ocorrido no último dia 13 de agosto, em Santos (SP); Renata disse ainda que sem Campos o "Brasil jamais será o mesmo", mas que "homens com ideias não morrem"
Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo campos (PSB), agradeceu, durante sessão solene realizada na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (2), a "força e o carinho" do povo pernambucano sem o qual "seria insuportável" lidar com a morte trágica do marido em um acidente aéreo ocorrido no último dia 13 de agosto, em Santos (SP); Renata disse ainda que sem Campos o "Brasil jamais será o mesmo", mas que "homens com ideias não morrem" (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo campos (PSB), agradeceu, durante sessão solene realizada na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (2), a "força e o carinho" do povo pernambucano sem o qual "seria insuportável" lidar com a morte trafica do marido em um acidente aéreo ocorrido no último dia 13 de agosto, em Santos (SP). Em sua fala, Renata disse ainda que sem Campos o "Brasil jamais será o mesmo", mas que "homens com ideias não morrem".

"Queremos agradecer a todos que estão para prestar homenagem a Eduardo, aqui nesta Casa onde fez amigos, exerceu a boa política, defendendo o seu povo em busca de justiça social", disse Renata durante a solenidade. Além dela, os cinco filhos do casal, o irmão de Campos, Antônio Campos, e a ministra do Tribunal de Contas da União, Ana Arraes, mãe de Campos, também participaram da sessão, que além do ex-governador também homenageou o ex-deputado Pedro Valadares Neto, que também faleceu no acidente aéreo.

O deputado federal e candidato a vice na chapa presidencial de Marina Silva (PSB), Beto Albuquerque defendeu o legado de Campos e afirmou que agora possui uma "responsabilidade gigante" para manter viva a "memória, os compromissos, discursos e propostas" do correligionário.
Antes de governar Pernambuco por dois mandatos consecutivos, Campos já havia sido eleito deputado estadual e havia ocupado uma vaga na Câmara Federal em três outras ocasiões.

A sua última eleição para a Casa foi em 2002 – quando foi reeleito para o Parlamento -. Enquanto cumpria o seu terceiro mandato, Campos foi um dos principais articuladores do governo do então presidente do Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de quem veio a ser ministro da Ciência e Tecnologia.

Já o ex-deputado Pedro Valadares foi eleito para a Câmara Federal em três ocasiões, em 1991 pelo PFL e em 1995 pelo PP. Em 1999, ele foi reeleito pelo PSB. Em 2008 ele assumiu mais um mandato como suplente pelo DEM.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247