CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Sem Fred, Fluminense perde de 3 a 0 do América-MG

Na estreia do tcnico Givanildo, clube mineiro quebra jejum e interrompe sequncia do tricolor

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

A mudança de técnico a princípio fez bem para o América-MG. Na reestreia de Givanildo Oliveira, o time conseguiu neste domingo, em cima do Fluminense, sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro. O resultado de 3 a 0 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, foi comemorado quase como um título pelo time mineiro, que havia ganhado apenas a partida de estreia na competição, contra o Bahia. Para tristeza do Flu, que vinha de duas vitórias e perdeu a chance de colar nos líderes do torneio.

No entanto, a vitória não foi suficiente para tirar o América da rabeira da tabela. O time mineiro chegou aos 11 pontos, enquanto o Flu permanece em oitavo, com 21. No próximo sábado, o América-MG enfrenta o Botafogo no Engenhão, no Rio de Janeiro. Já a equipe carioca tem confronto com o Grêmio no estádio Olímpico, em Porto Alegre.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A reestreia de Givanildo e a consciência da necessidade urgente de conquistar pontos para tentar ao menos manter viva a esperança de permanecer na Série A parecem ter dado uma sacudida no América-MG. A equipe entrou em campo neste domingo como se estivesse em uma final de campeonato, com uma garra que não ainda não havia mostrado no Brasileirão.

Desde o apito inicial, os mineiros mantiveram uma postura bem ofensiva e pouco tomaram conhecimento do adversário. Já o Fluminense teve um desempenho bem diferente do que mostrou nas vitórias sobre o Internacional, por 2 a 0, e Ceará, por 4 a 0, nas duas últimas rodadas. Jogou acuado, com futebol bem aquém das partidas anteriores.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Melhor para os anfitriões, que dominaram com facilidade o jogo. Além de todo o time alvinegro ter jogado com uma ótima articulação, a performance de Neneca pode ter garantido sua permanência definitiva entre os titulares. Aos 15 minutos do segundo tempo, o goleiro conseguiu pegar na sequência três tiros disparados à queima-roupa pelo ataque tricolor e quando a bola finalmente sacudiu a rede, o árbitro já havia marcado impedimento de Rafael Moura.

O arqueiro se firmou ainda mais aos 40 do segundo tempo. Num dos poucos lances de perigo para o gol alvinegro, Neneca derrubou Araújo na área, pênalti assinalado pelo árbitro Sandro Meira Ricci e que rendeu cartão amarelo para o goleiro. Porém, a cobrança de Rafael Moura parou nas mãos do arqueiro.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Diante de tal desempenho, o técnico do Fluminense, Abel Braga, manteve na beira do campo uma expressão que indicava vontade de fuzilar os jogadores em campo. Mas essa função ficou mesmo a cargo do lateral do Coelho Marcos Rocha, autor do primeiro gol do América-MG, aos nove minutos do primeiro tempo, e do terceiro aos 31 da segunda etapa. Alessandro já havia marcado o seu aos sete do segundo tempo e os donos da casa mantiveram o domínio em campo até o jogo ser encerrado.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO