Serra lidera em São Paulo. Haddad é só o sétimo

A nova pesquisa Datafolha desastrosa para o candidato petista; enquanto o tucano Jos Serra tem 30%, ele aparece com mseros 3%; alm disso, entre os dois aparecem Celso Russomano, Netinho de Paula, Paulinho da Fora, Soninha Francine e Gabriel Chalita; o gato subiu no telhado?

Serra lidera em São Paulo. Haddad é só o sétimo
Serra lidera em São Paulo. Haddad é só o sétimo (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A esta altura, a senadora Marta Suplicy deve estar estourando seu melhor champanhe. Esmagada pelo PT e preterida por Fernando Haddad, num processo imposto pelo ex-presidente Lula, ela pode se deliciar com os números da nova pesquisa Datafolha. O tucano José Serra, que, nesta semana, anunciou sua entrada no processo eleitoral paulistano, subiu nove pontos e foi de 21% das intenções de voto a 30%. O candidato petista Fernando Haddad aparece com míseros, e quase imperceptíveis, 3%.

Ok, há quem diga que Dilma Rousseff começou com 2% e chegou lá. O problema é que, entre Serra e Haddad, existem vários candidatos que parecem ser mais competitivos. O nome imposto por Lula ao PT é apenas o sétimo nas intenções de voto. Atrás de Serra, ainda aparecem Celso Russomano, do PRB, com 19%, Netinho de Paula, do PC do B, com 10%, Paulinho da Força, do PDT, com 8%, Soninha Francine, do PPS, com 7% e Gabriel Chalita, do PMDB, com 7%. Destes, apenas Soninha não integra a base aliada. E nenhum dos outros, como Russomano, Netinho ou Chalita terá qualquer motivo para abdicar da candidatura em prol de um candidato tão pouco competitivo como parece ser Fernando Haddad.

Efeito no PSDB

A pesquisa Datafolha também deve sepultar as prévias no PSDB, marcadas para o dia 25. Os dois postulantes à vaga tucana, José Aníbal e Ricardo Trípoli, aparecem mal colocados. Aníbal teria 4% e Trípoli 3%.

Outra curiosidade é o fato de o eleitor paulistano não se incomodar com uma eventual saída de Serra da prefeitura para disputar a presidência da República em 2014. Nada menos que 66% dos entrevistados acreditam que ele irá vencer e, mesmo assim, abandonar a cidade para se dedicar ao sonho presidencial dois anos depois.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email