Serristas e Alckmistas disputam comando do MP-SP

De um lado, ala liderada pelo governador Geraldo Alckmin, com o candidato Márcio Elias Rosa, procurador-geral licenciado; de outro, aliados do ex-governador José Serra, com o ex-procurador-geral Luiz Antonio Guimarães Marrey; principal tema de disputa é questão da Segurança Pública, ponto fraco do governo paulista

De um lado, ala liderada pelo governador Geraldo Alckmin, com o candidato Márcio Elias Rosa, procurador-geral licenciado; de outro, aliados do ex-governador José Serra, com o ex-procurador-geral Luiz Antonio Guimarães Marrey; principal tema de disputa é questão da Segurança Pública, ponto fraco do governo paulista
De um lado, ala liderada pelo governador Geraldo Alckmin, com o candidato Márcio Elias Rosa, procurador-geral licenciado; de outro, aliados do ex-governador José Serra, com o ex-procurador-geral Luiz Antonio Guimarães Marrey; principal tema de disputa é questão da Segurança Pública, ponto fraco do governo paulista (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Dois grupos ligados ao PSDB se opõem na disputa pelo comando do Ministério Público de São Paulo, marcada para o dia 5 de abril.

De um lado, ala liderada pelo governador Geraldo Alckmin, com o candidato Márcio Elias Rosa, procurador-geral licenciado. De outro, aliados do ex-governador José Serra, com o ex-procurador-geral Luiz Antonio Guimarães Marrey.

A bandeira de Rosa é usar como exemplo de sua isenção o pedido à Assembleia a cassação do vice-governador paulista e ministro Guilherme Afif Domingos (PSD), por acúmulo de função.

Já Marrey foca na questão da Segurança Pública, ponto fraco do governo Alckmin (leia aqui a matéria da Folha de S. Paulo sobre o assunto).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email