Servidores encerram greve do Quadro Geral

Após 17 dias de paralisação, os servidores públicos do Quadro Geral, Unitins, Adapec, Naturatins, Ruraltins, Detran e administrativos da Sefaz decidiram nesta quinta-feira, 2, encerrar a greve; atividades voltam ao normal no governo já nesta sexta-feira, 3; eles aceitaram a proposta construída na Assembleia Legislativa, com aval do governo, que prevê a data-base parcelada em duas vezes, com a primeira em julho e a segunda em outubro; o prazo de pagamento do retroativo das parcelas também foi reduzido, o que agradou aos servidores; na Assembleia, a matéria já foi aprovada nas comissões presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, informou que os servidores devem voltar aos postos de trabalho já nesta sexta-feira, 3

Após 17 dias de paralisação, os servidores públicos do Quadro Geral, Unitins, Adapec, Naturatins, Ruraltins, Detran e administrativos da Sefaz decidiram nesta quinta-feira, 2, encerrar a greve; atividades voltam ao normal no governo já nesta sexta-feira, 3; eles aceitaram a proposta construída na Assembleia Legislativa, com aval do governo, que prevê a data-base parcelada em duas vezes, com a primeira em julho e a segunda em outubro; o prazo de pagamento do retroativo das parcelas também foi reduzido, o que agradou aos servidores; na Assembleia, a matéria já foi aprovada nas comissões presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, informou que os servidores devem voltar aos postos de trabalho já nesta sexta-feira, 3
Após 17 dias de paralisação, os servidores públicos do Quadro Geral, Unitins, Adapec, Naturatins, Ruraltins, Detran e administrativos da Sefaz decidiram nesta quinta-feira, 2, encerrar a greve; atividades voltam ao normal no governo já nesta sexta-feira, 3; eles aceitaram a proposta construída na Assembleia Legislativa, com aval do governo, que prevê a data-base parcelada em duas vezes, com a primeira em julho e a segunda em outubro; o prazo de pagamento do retroativo das parcelas também foi reduzido, o que agradou aos servidores; na Assembleia, a matéria já foi aprovada nas comissões presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, informou que os servidores devem voltar aos postos de trabalho já nesta sexta-feira, 3 (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - Em assembleia geral na tarde desta quinta-feira, 2, os servidores públicos do Quadro Geral decidiram encerrar a greve da categoria, que durou 17 dias.

A decisão dividiu a categoria. De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Sisepe), Cleiton Pinheiro, o resultado da votação que definiu o fim da greve foi de 200 a favor e 189 contra. Participaram da assembleia servidores do Quadro Geral, Fundação Universidade do Tocantins (Unitins), Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), os institutos Natureza (Naturatins) e de Desenvolvimento Rural (Ruraltins) do Estado, além dos administrativos da Secretaria da Fazenda (Sefaz). 

Os servidores decidiram finalizar a greve depois do avanço na negociação com o governo do Estado para o pagamento da data-base. Em emenda construída por deputados estaduais em conjunto com o Sisepe, chegou-se à proposta de parcelar a data-base em duas vezes [4,17% + 4,0033%], com a primeira inserida na folha de julho e a segunda na de outubro; pagar, através de folha complementar e de forma imediata, o retroativo referente à primeira parcela, gerado nos meses de maio e junho [4,17% + 4,17%]; aplicar os retroativos da segunda parcela [4,0033%], gerado no intervalo de maio a setembro de 2015, em 12 vezes mensais e iguais, no período de janeiro a dezembro de 2016.

O projeto de Lei da data-base com a emenda dos deputados já foi aprovado nas comissões de Constituição, Justiça e Redação; Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle e na Comissão de Administração, Trabalho, Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Serviço Público. Depois, segue para votação no plenário da AL.

A proposta conquistou a simpatia do sindicato e tem o aval do governador Marcelo Miranda (PMDB) prevê o pagamento do índice de 8,34% parcelado, como queria o governo, mas com menos prazos e mais ganhos imediatos, o que agrada o Sisepe.

O presidente do Sisepe, Cleiton Pinheiro, informou que os servidores devem voltar aos postos de trabalho já nesta sexta-feira, 3, alertando que o sindicato irá defender o direito do trabalhador receber no período em que esteve em mobilização. Pinheiro disse ainda que os servidores irão negociar com o governo ainda o pagamento das progressões. 

Leia também: Assembleia vota proposta que pode acabar com a greve

Servidores decidem encerrar greve na Adapec

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247