Shineray investirá até 30% mais em Pernambuco

Valor total do empreendimento, em Suape, deve passar por reajuste de até 30% em função do alto nível de automação da unidade industrial que irá produzir até 250 mil veículos anuais

Shineray investirá até 30% mais em Pernambuco
Shineray investirá até 30% mais em Pernambuco (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

PE 247

- As obras da terraplanagem da fábrica da Shineray do Brasil, no Complexo de Suape, deve ser concluída no próximo mês, antes do último prazo anunciado pela montadora, que seria no segundo semestre deste ano. Por isso, de acordo com o diretor Trading da Shineray, Paulo Perez, a operação da fábrica deve começar no primeiro semestre de 2013 - ainda assim, atrasada em relação ao primeiro prazo do projeto, que previa início das atividades para o primeiro semestre de 2012. A causa foi a lentidão da emissão das licenças ambientais.

Prevista para terminar em dezembro do ano passado, a terraplanagem da Shineray começou em março deste ano. O terreno tem área total de 38 hectares, localizado entre o entroncamento da TDR Norte e a PE-28, com terraplanagem, a um custo de R$ 15,9 milhões, arcado pela administração de Suape.

Esta será a primeira fábrica da marca chinesa no Brasil e a primeira montadora de motos fora da Zona Franca de Manaus. Segundo Perez, a construção e montagem da unidade deve durar, no máximo, 16 meses, começando imediatamente após a terraplanagem. “A construtora vencedora da licitação já estará pronta e apta a iniciar as obras físicas e instalações fabris”, garantiu o diretor da Shineray do Brasil, José Edson Medeiros. Os investimentos, orçados em 2010, quando a marca anunciou o interesse em construir uma fábrica em Suape, estão estimados em R$ 100 milhões, mas devem sofrer elevação. “Como a fábrica será toda automatizada com tecnologia de alto nível, o custos pode subir entre 20% e 30%, também considerando a aumento no preço de materiais de construção”, explicou .

As licenças atrasadas só foram liberadas após intervenção do Governo do Estado. A unidade de Suape vai empregar diretamente 500 profissionais e terá capacidade máxima para produção de 250 mil veículos por ano, iniciando a operação com 150 mil/ano. A partir da construção, a empresa vai começar a ingressar no mercado de motos flex (biocombustível - álcool e gasolina). Além da linha de montagem, a estrutura contará com pista de testes, laboratórios de montagem, armazenagem e qualidade. A capacidade de produção começará com 50 mil unidades, passando para 100 mil e 150 mil.



Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247