Sindicato de Atletas de SP ameaça ir à Justiça contra CBF por insuficiência com problemas do Brasileirão

Documento enviado à CBF tem uma série de reportagens denunciando problemas observados nos dias iniciais de competição do Brasileirão, como atletas infectados, jogos suspensos e assim por diante

Arena Corinthians em Itaquera, zona leste de São Paulo.
Arena Corinthians em Itaquera, zona leste de São Paulo. (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo enviou um ofício à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pedindo mudanças nos procedimentos para a realização do Campeonato Brasileiro em meio à pandemia do coronavírus e ameaça ir à Justiça caso as reivindicações não sejam atendidas, segundo a Folha de S. Paulo.

O documento enviado tem uma série de reportagens denunciando problemas observados nos dias iniciais de competição do Brasileirão, como atletas infectados, jogos suspensos e assim por diante.

O sindicato diz que a proposta da CBF de um novo protocolo de testagem, que amplia o número de laboratórios habilitados, o número de atletas examinados e a antecedência da coleta das amostras é “insuficiente”. O sindicato defende o modelo da NBA, em que os jogadores estão isolados no complexo esportivo da Disney. No Campeonato Alemão, havia um isolamento dos jogadores por até sete dias antes dos duelos.

“Ou se isolam as delegações por uma quantidade de dias antes de cada partida, quantidade de dias que seja capaz de obtenção dos resultados das testagens de forma segura, ou se cria a ‘bolha’ e se isolam de vez delegações durante toda a competição”, diz o documento enviado à CBF.

“Evidente que qualquer dos dois parâmetros, para ser adotado, deve considerar as modificações inerentes às condições nacionais, porém sem desconsiderar a essência: que traga segurança na preservação da saúde e da vida de todos os envolvidos”, acrescenta o texto.

“O Sindicato de Atletas SP espera que a CBF, ao menos desta vez, surpreenda e faça a coisa certa”, conclui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247