Sistema biométrico em 11 municípios em 2012

Eleitores destas cidades serão identificados nas urnas através da leitura da impressão digital; previsão é que, em 2014, mais de 40 municípios, incluindo o Recife, já contem com a ferramenta

Sistema biométrico em 11 municípios em 2012
Sistema biométrico em 11 municípios em 2012 (Foto: Wilson Dias/ABr)

Raphael Coutinho _PE247 – Eleitores de 11 cidades pernambucanas vão votar nestas eleições municipais através do sistema biométrico, que identifica o cidadão através da impressão digital. O número representa um aumento de mais de 100% referente à última eleição (para presidente, governador e deputados), quando apenas quatro municípios possuíam o sistema. A expectativa do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) é que nas próximas eleições, em 2014, eleitores de mais de 40 municípios, incluindo o Recife, votem através da biometria.

O TRE-PE escolheu as cidades utilizando critérios diferentes. Este ano, eleitores de Caruaru já votarão com o novo sistema, sendo a maior cidade da lista. Além do município do Agreste, também contam com a biometria Aliança, Catende, Cupira, Itamaracá, Itapissuma, Macaparana, Rio Formoso, Sanharó, Tamandaré e Vicência. Ainda de acordo com o TRE-PE, todos os municípios possuem uma excelente estrutura em seus cartórios, o que facilitou.

Para o Recife, o Tribunal informou que são necessárias a chegada de novas máquinas para a coleta das impressões digitais. Para isso, uma comissão, incluindo o Secretário de Tecnologia da Informação, Acácio Leite, e o Assessor da Corregedoria Eleitoral do TRE-PE, Orson Lemos, foi até o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, na última quarta-feira (25), para apresentar o projeto de implantação da biometria no estado de Pernambuco para o período 2012-2014.

“Hoje, o TRE-PE conta com 102 máquinas para a coleta das impressões digitais para todo o Estado. Somente para o Recife, que tem aproximadamente 1,2 milhão de eleitores, são necessárias 200 máquinas”, explicou uma das coordenadoras da biometria do Tribunal, Raquel Salazar. Ela também comentou sobre as vantagens do sistema. “O eleitor não precisa mais assinar nada. É só com a identificação através da impressão digital. Mas nós recomendamos que mesmo assim eles levem um documento original com foto, para no caso do leitor não reconhecer a digital”, acrescentou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247