Sistema Cantareira opera com 15,4% da capacidade

O nível do sistema Cantareira opera neste sábado com 15,4% de sua capacidade; o percentual indica a quantidade de água presente no manancial em relação ao total possível de ser armazenado; os dados são da Sabesp; o sistema tem hoje 195,7 milhões de metros cúbicos (m3) de água, um déficit de 91,8 milhões de m³ para atingir o nível do ponto inicial do volume morto

O nível do sistema Cantareira opera neste sábado com 15,4% de sua capacidade; o percentual indica a quantidade de água presente no manancial em relação ao total possível de ser armazenado; os dados são da Sabesp; o sistema tem hoje 195,7 milhões de metros cúbicos (m3) de água, um déficit de 91,8 milhões de m³ para atingir o nível do ponto inicial do volume morto
O nível do sistema Cantareira opera neste sábado com 15,4% de sua capacidade; o percentual indica a quantidade de água presente no manancial em relação ao total possível de ser armazenado; os dados são da Sabesp; o sistema tem hoje 195,7 milhões de metros cúbicos (m3) de água, um déficit de 91,8 milhões de m³ para atingir o nível do ponto inicial do volume morto (Foto: Romulo Faro)

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

O nível do sistema Cantareira opera neste sábado (27) com 15,4% de sua capacidade. O percentual indica a quantidade de água presente no manancial em relação ao total possível de ser armazenado. Os dados são da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Os dados da Sabesp apontam que o sistema tem hoje 195,7 milhões de metros cúbicos (m3) de água, um déficit de 91,8 milhões de m³ para atingir o nível do ponto inicial do volume morto – água armazenada acima das comportas, o que permitiria as retiradas por meio de gravidade. Para chegar a esse ponto, as reservas atuais teriam de aumentar 46%.

Nos demais sistemas que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo, o nível dos reservatórios do Alto Tietê está em 20,8%; do Rio Grande, em 92,7%; do Rio Claro, em 71,4%; do sistema Guarapiranga, em 75,2%; do sistema Alto Cotia, em 64,1%.

A crise de abastecimento pode se agravar nos próximos dias. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura de São Paulo, não há previsão de chuva para a Grande São Paulo. O tempo não muda no início da próxima semana e persistem as condições de sol e temperaturas em elevação no decorrer do dia. As mínimas oscilam em torno dos 11 graus Celsius (ºC) e as máximas podem chegar aos 24ºC.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247