Skaf, da Fiesp, poderá ser punido por fazer campanha fora de hora

Usando explicitamente a máquina da Fiesp em benefício próprio, Paulo Skaf, que sonha em concorrer ao Palácio dos Bandeirantes pelo PMDB, deve ser alvo de representação do PSDB

Skaf, da Fiesp, poderá ser punido por fazer campanha fora de hora
Skaf, da Fiesp, poderá ser punido por fazer campanha fora de hora

247 - Pré-candidato ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, não tem tido a menor preocupação em disfarçar sua movimentação eleitoral. Skaf contratou o marqueteiro Duda Mendonça e começou a disparar comerciais na televisão, que, além de faturar conquistas do governo Dilma, como a redução das tarifas de luz, fazem sua promoção pessoal. 

Por isso mesmo, ele deve ser alvo de representação do PSDB, questionando sua campanha fora de hora. Leia, abaixo, nota publicada na coluna de Sonia Racy:

Eleição?

O PSDB de São Paulo estuda entrar com representação contra Paulo Skaf no TRE por campanha antecipada. O presidente da Fiesp foi a estrela de comerciais do partido, nos quais falou das ações de Sesi e Senai, ligados à entidade.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247