Skaf usa verbas da Fiesp em promoção pessoal

Presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo empata com famosos em aparições na TV; ele usa as propagandas da entidade para alavancar sua possível candidatura ao governo de São Paulo em 2014; de janeiro a junho, Paulo Skaf esteve em 1.151 inserções, apenas dez a menos que Luciano Huck

Skaf usa verbas da Fiesp em promoção pessoal
Skaf usa verbas da Fiesp em promoção pessoal
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP247 – Dedicado a promover seu nome para uma possível candidatura ao governo do Estado de São Paulo em 2014, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, rivaliza com estrelas da televisão como Luciano Huck, Marcelo Faro e Reynaldo Gianecchini em número de aparições no primeiro semestre.

De janeiro a junho, o peemedebista esteve em nada menos que 1.151 inserções em programas das empresas da Federação, como Sesi e Senai. De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo deste domingo 21, mesmo se estivesse ocupado sozinho todos os comerciais nacionais e estaduais de seu partido ao longo do ano, ele não superaria esse número.

No ranking apresentado pela Folha, feito a pedido do jornal pelo Controle de Concorrência, que monitora inserções no mercado publicitário, Skaf aparece em 23º, colado em Huck, que tem apenas dez inserções a mais que ele. O custo de apenas duas peças que comemorou a redução na conta de luz feita pelo governo federal foi de R$ 7 milhões. Em outros comerciais do Sesi e do Senai sobre investimento na indústria, foram gastos R$ 16 milhões.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247