CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

Socialista não usará denúncias contra o PSDB

Em meio aos rumores de que os adversários do candidato a prefeito do Recife, Daniel Coelho, pudessem fazer do escândalos das notas frias,  Geraldo Júlio (PSB) deixou claro que isso não acontecerá por sua parte; Garantia vem logo após PSDB afirmar que reabertura do processo se deve ao partido socialista e ameaçar retaliar a legenda caso as denúncias fossem utilizadas no guia

Socialista não usará denúncias contra o PSDB (Foto: Andréa Rêgo Barros/PSB e Divulgação)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Leonardo Lucena_PE247 – Em meio aos rumores de que os adversários do candidato a prefeito do Recife, Daniel Coelho, pudessem fazer do escândalos das notas frias, ocorrido em 2008, um instrumento para “emperrar” o crescimento do tucano nas pesquisas, o postulante Geraldo Júlio (PSB) deixou claro que isso não acontecerá por sua parte. O ex-secretário estadual de Desenvolvimento Econômico usa o argumento de que julgar o caso função da Justiça e não dele. Desse modo, o caso não deverá vir à tona nesta reta final de campanha.

Mas o fato do procurador-geral do Ministério Público Estadual (MPPE), Aguinaldo de Barros Fenelon, ter sido indicado pelo governador Eduardo Campos e de ter uma relação mais estreita com o socialista, deu ao t9om de repercussão política ao fato, oq eu levou a integrantes do PSDB a ameaçar retaliar a candidatura socialista e, até  mesmo, romper com o partido em alguns estados e municípios em que são aliados.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O escândalo das notas frias envolveu 26 vereadores do Recife, que estavam sendo acusados de falsificarem notas fiscais e desviarem dinheiro público, que teria causado um prejuízo de R$ 1,2 milhão aos cofres públicos, no ano de 2008. E um dos envolvidos era Daniel Coelho, que, na época, integrava aos quadros do Partido Verde (PV).

O Tribunal de Justiça (TJ-PE) não acolheu a denúncia argumentando que a formalização da denúncia foi assinada pelo então sub-procurador-geral Paulo Varejão. Por sua vez, Fenelon disse que outras denúncias haviam sido assinadas por Verejão e foram acatadas. O MPPE já informou que recorrerá a outras instâncias, se for necessário.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Recentemente, após o caso “vazar” novamente pela imprensa, integrantes tucanos bateram na tecla de que se tratava de um jogo político para “estancar” a subida de Coelho nas pesquisas eleitorais - o tucano apareceu em terceiro lugar, mas empatado tecnicamente com o segundo colocado, Humberto Costa, no levantamento feito pelo Instituto Datafolha, nos dias 10 e 11 deste mês.

De qualquer maneira, percebe-se que Geraldo Júlio continua adotando a postura de não enveredar sua campanha em acusações desta natureza. Mas, com o aumento das chances de o tucano ir para o segundo turno, resta saber se os integrantes da campanha de Geraldo Júlio tentarão jogar Coelho contra a parede caso haja um embate final entre eles.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

 

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO