Solidariedade expulsa Rodrigão e impede sua candidatura

A executiva do partido Solidariedade em Goiás anunciou nesta terça-feira a expulsão do ex-vice-prefeito de Catalão, vereador e candidato a deputado estadual Rodrigo Alves Carvelo; a expulsão de Rodrigo Carvelo - conhecido no município como Rodrigão - impede-o de ser candidato. Ele também vai perder o mandato de vereador; o Conselho de Ética do Solidariedade expulsou Rodrigão por infidelidade partidária; ele foi acusado de infringir a cláusula do regimento interno que determina que candidatos a deputado estadual da legenda peçam votos para candidatos a deputado federal que também sejam do Solidariedade

Solidariedade expulsa Rodrigão e impede sua candidatura
Solidariedade expulsa Rodrigão e impede sua candidatura
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - A executiva do partido Solidariedade em Goiás anunciou nesta terça-feira a expulsão do ex-vice-prefeito de Catalão, vereador e candidato a deputado estadual Rodrigo Alves Carvelo. A expulsão de Rodrigo Carvelo - conhecido no município como Rodrigão - impede-o de ser candidato. Ele também vai perder o mandato de vereador.

O Conselho de Ética do Solidariedade expulsou Rodrigão por infidelidade partidária. Ele foi acusado de infringir a cláusula do regimento interno que determina que candidatos a deputado estadual da legenda peçam votos para candidatos a deputado federal que também sejam do Solidariedade.

O relatório final do Conselho de Ética diz que há provas, documentos e depoimentos que provam que Rodrigão está pedindo votos para Carlos Albino (PTB). Os dois militam em movimentos sindicais. A reportagem consultou o sistema Filiaweb, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça e constatou que o vereador está desfiliado, ou seja: inapto a disputar mandato de deputado estadual e até a exercer mandato de vereador.

Membros do Conselho de Ética dizem que há meses a Executiva do partido adverte Rodrigão sobre a necessidade de se cumprir o regimento, mas que o candidato agiu com indiferença aos apelos. “Chamamos ele para conversar, para gravar o vídeo para a propaganda eleitoral gratuita, mas ele o tempo todo ignorou-nos ou mandou respostas mal educadas”, diz um correligionário.

O advogado do Solidariedade, Danúbio Cardoso, afirma que a expulsão de Rodrigão é sumária e imediata. “São deveres do filiado cumprir todas as normas do partido, obedecer o programa partidário e participar das campanhas eleitorais divulgando os candidatos e a legenda do partido. O item 4 do artigo 93 é claro ao dizer que o desrespeito à regra acarreta em expulsão”, diz.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247