Solla: Lava Jato americana foi resolvida em 15 dias, sem nenhuma demissão

O deputado federal baiano Jorge Solla (PT) disse em sua participação no programa Cafeína, do site O Cafezinho, que os Estados Unidos viveram recentemente um escândalo igual ou maior que a Lava Jato: uma empreiteira envolvida em corrupção; mas lá a coisa foi resolvida de maneira completamente diferente; 15 diretores foram imediatamente afastados; não houve uma demissão; nenhuma obra foi paralisada; "Enquanto isso, no Brasil, a Lava Jato foi usada para subsidiar um golpe de Estado, dura já há três anos, e promoveu a maior destruição econômica da história do país", diz Solla

Jorge Solla
Jorge Solla (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O deputado federal baiano Jorge Solla (PT) disse em sua participação no programa Cafeína, do site O Cafezinho, que os Estados Unidos viveram recentemente um escândalo igual ou maior que a Lava Jato: uma empreiteira envolvida em corrupção.

Mas lá a coisa foi resolvida de maneira completamente diferente. 15 diretores foram imediatamente afastados. Não houve uma demissão. Nenhuma obra foi paralisada.

"Enquanto isso, no Brasil, a Lava Jato foi usada para subsidiar um golpe de Estado, dura já há três anos, e promoveu a maior destruição econômica da história do país", diz o deputado.

Solla denuncia ainda dois crimes do governo federal. Um deles é do próprio presidente da república, que estaria apagando, na maior cara de pau, a sua agenda presidencial, com vistas a apagar os rastros de encontros com empresários que lhe pagam propina. O deputado já protocolou denúncia junto à Procuradoria Geral da República, observando, com perplexidade, como a imprensa continua blindando o usurpador.

A outra denúncia é sobre um superfaturamento de mais de 3.000% de remédios essenciais, em decisões tomadas recentemente pelo governo federal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247