SP-Prevcom tira o BTG da gestão dos investimentos

Entidade ligada à Secretaria da Fazenda de São Paulo disse ter tomado a decisão de substituir o BTG como gestor dos R$ 350 milhões de investimentos de seus 18 mil participantes para preservar sua imagem e reputação, já que sua política “veda qualquer associação com empresas que façam operações fora dos padrões éticos”; banqueiro André Esteves foi preso na Lava Jato

Entidade ligada à Secretaria da Fazenda de São Paulo disse ter tomado a decisão de substituir o BTG como gestor dos R$ 350 milhões de investimentos de seus 18 mil participantes para preservar sua imagem e reputação, já que sua política “veda qualquer associação com empresas que façam operações fora dos padrões éticos”; banqueiro André Esteves foi preso na Lava Jato
Entidade ligada à Secretaria da Fazenda de São Paulo disse ter tomado a decisão de substituir o BTG como gestor dos R$ 350 milhões de investimentos de seus 18 mil participantes para preservar sua imagem e reputação, já que sua política “veda qualquer associação com empresas que façam operações fora dos padrões éticos”; banqueiro André Esteves foi preso na Lava Jato (Foto: Roberta Namour)

247 - Depois da prisão de André Esteves na Lava Jato, a SP-Prevcom, entidade que administra a previdência complementar dos servidores públicos paulistas, decidiu substituir o BTG como gestor dos R$ 350 milhões de investimentos de seus 18 mil participantes. É o que afirma a colunista Natuza Nery.

Leia na nota:

Imagem Procurada, a entidade ligada à Secretaria da Fazenda de São Paulo disse ter tomado a decisão para preservar sua imagem e reputação, já que sua política “veda qualquer associação com empresas que façam operações fora dos padrões éticos”.

Outro lado “Lamentamos a decisão, pois as acusações não procedem”, afirma o BTG.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247