STJ recebe processo contra ex-ministro do PP

O Superior Tribunal de Justiça recebeu mais dois processos em decorrência das investigações da Operação Lava Jato, e um deles é contra o ex-ministro das Cidades e atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia Mário Negromonte; o baiano já é alvo de outro inquérito no Supremo Tribunal Federal, também por suposto envolvimento do esquema das empreiteiras; embora ele tenha prerrogativa de foro no STJ, pelo cargo no Tribunal de Contas, o Ministério Público decidiu manter parte das investigações no Supremo

O Superior Tribunal de Justiça recebeu mais dois processos em decorrência das investigações da Operação Lava Jato, e um deles é contra o ex-ministro das Cidades e atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia Mário Negromonte; o baiano já é alvo de outro inquérito no Supremo Tribunal Federal, também por suposto envolvimento do esquema das empreiteiras; embora ele tenha prerrogativa de foro no STJ, pelo cargo no Tribunal de Contas, o Ministério Público decidiu manter parte das investigações no Supremo
O Superior Tribunal de Justiça recebeu mais dois processos em decorrência das investigações da Operação Lava Jato, e um deles é contra o ex-ministro das Cidades e atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia Mário Negromonte; o baiano já é alvo de outro inquérito no Supremo Tribunal Federal, também por suposto envolvimento do esquema das empreiteiras; embora ele tenha prerrogativa de foro no STJ, pelo cargo no Tribunal de Contas, o Ministério Público decidiu manter parte das investigações no Supremo (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu mais dois processos em decorrência das investigações da Operação Lava Jato, e um deles é contra o ex-ministro das Cidades e atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM) Mário Negromonte.

O baiano também foi presidente do Partido Progressista (PP) na época em que estava em operação o esquema de propina em contratos de empreiteiras com a Petrobras. Segundo o delator do esquema, o doleiro Alberto Youssef, o PP foi p partido mais beneficiado com o dinheiro da corrupção.

O outro processo encaminhado ao STJ é um pedido de inquérito que envolve um desembargador de Santa Catarina. Os dois casos foram encaminhados pelo Ministério Público Federal ao ministro Luís Felipe Salomão, relator da Lava Jato no STJ.

Negromonte já é alvo de outro inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), também por suposto envolvimento do esquema das empreiteiras. Embora ele tenha prerrogativa de foro no STJ, pelo cargo no Tribunal de Contas, o Ministério Público decidiu manter parte das investigações na Suprema Corte, já que o caso está bastante ligado a outros investigados.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247