Suco de laranja brasileiro não tem problema para ser exportado aos EUA

Quem garante o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, que responde a um anncio do governo americano de que detectou a presena do fungicida carbendazim no produto

Suco de laranja brasileiro não tem problema para ser exportado aos EUA
Suco de laranja brasileiro não tem problema para ser exportado aos EUA (Foto: Shutterstock)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, disse que o suco de laranja brasileiro não apresenta nenhum problema para ser exportado. A afirmação foi uma resposta ao anúncio da Agência Americana de Drogas e Alimentos (FDA, na sigla em inglês) de que uma empresa americana detectou baixas quantidades do fungicida carbendazim no produto comprado do Brasil.

Usado no Brasil para o combate ao fungo pinta-preta, comum nos laranjais, o uso da substância é proibido em produtos cítricos nos Estados Unidos. Apesar de a FDA dizer que os níveis de carbendazim detectados não eram nocivos à saúde e que não pretendia recolher os produtos brasileiros, informou que intensificaria os testes e bloquearia todos os carregamentos que apresentassem altas quantias do fungicida.

“O que os americanos estão dizendo da laranja brasileira é a mesma coisa que os russos dizem da carne brasileira”, comparou Mendes Ribeiro, ao comentar a situação ao imbróglio com a Rússia que tem regras próprias para a exportação de carne, em detrimento do regulamento internacional, da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

O anúncio do FDA gerou o temor de que as vendas do suco de laranja nacional possam ser prejudicadas para seu maior comprador, que importa quase 200 mil toneladas do produto brasileiro por ano, rendendo mais de R$ 600 milhões aos exportadores nacionais. A notícia também fez com que os preços do suco de laranja subissem cerca de 10% na bolsa de mercados futuros de Nova York.

“Nossos técnicos já estão conversando para mostrar que a nossa condição é extremamente normal e não temos nenhum problema para ser comercializado nosso suco de laranja”, completou Mendes Ribeiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email