Targino sobre Negromonte: botaram um bandido no TCM

Conhecido por sua língua áspera, o deputado Targino Machado (DEM) escreveu artigo para se expressar sobre a nova fase da Operação Lava Jato, que, agora, investiga 54 políticos em esquema de propina na Petrobras, e pediu a saída do ex-ministro Mario Negromonte do Tribunal de Contas dos Municípios, lembrando que foi o único deputado "a se pronunciar contrário" à indicação do progressista para o órgão; "Fui voto vencido. Nomearam raposa para tomar conta de galinheiro"; Targino chama Negromonte de "bandido" e o acusa de "achacar prefeitos para vender pareceres favoráveis à aprovação das suas contas"

Conhecido por sua língua áspera, o deputado Targino Machado (DEM) escreveu artigo para se expressar sobre a nova fase da Operação Lava Jato, que, agora, investiga 54 políticos em esquema de propina na Petrobras, e pediu a saída do ex-ministro Mario Negromonte do Tribunal de Contas dos Municípios, lembrando que foi o único deputado "a se pronunciar contrário" à indicação do progressista para o órgão; "Fui voto vencido. Nomearam raposa para tomar conta de galinheiro"; Targino chama Negromonte de "bandido" e o acusa de "achacar prefeitos para vender pareceres favoráveis à aprovação das suas contas"
Conhecido por sua língua áspera, o deputado Targino Machado (DEM) escreveu artigo para se expressar sobre a nova fase da Operação Lava Jato, que, agora, investiga 54 políticos em esquema de propina na Petrobras, e pediu a saída do ex-ministro Mario Negromonte do Tribunal de Contas dos Municípios, lembrando que foi o único deputado "a se pronunciar contrário" à indicação do progressista para o órgão; "Fui voto vencido. Nomearam raposa para tomar conta de galinheiro"; Targino chama Negromonte de "bandido" e o acusa de "achacar prefeitos para vender pareceres favoráveis à aprovação das suas contas" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Conhecido por sua língua áspera, o deputado estadual Targino Machado (DEM) não pôde ir à Assembleia Legislativa nesta semana porque está se recuperando de uma cirurgia cardíaca, mas não deixou de se expressar sobre a nova fase da Operação Lava Jato, que, agora, investiga 54 políticos em esquema de propina de empreiteiras em contratos com a Petrobras.

Em artigo, o democrata pede a saída do ex-ministro das Cidades e ex-deputado federal Mario Negromonte do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM), onde ele tem cargo de conselheiro desde 2013 por indicação do então governador Jaques Wagner. Negromonte é apontado pelo doleiro Alberto Youssef como maior beneficiário do PP. Ainda segundo o lobista, o ex-deputado baiano recebia entre R$ 250 mil e R$ 500 mil por mês.

Targino lembra que foi o único deputado "a se pronunciar contrário" à indicação de Negromonte para o órgão. "Cheguei a chamar a atenção dos senhores deputados, que seria como nomear vampiro para administrar banco de sangue. Fui voto vencido. Nomearam raposa para tomar conta de galinheiro", escreveu o deputado.

Ele chama Negromonte de "bandido" e o acusa de "achacar prefeitos para vender pareceres favoráveis à aprovação das suas contas".

Mario Negromonte respondeu: "Todos da Bahia conhecem o caráter e a vida pregressa do deputado Targino Machado. O que ele está falando a meu respeito vai ter que provar na Justiça".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247