Tarso Genro recebe ativista do Greenpeace

Em conversa com Ana Paula Maciel, governador do Rio Grande do Sul declarou que foi desencadeado "um processo de interferência e influência para que o Brasil exigisse um tratamento dentro da legalidade e princípios democráticos que devem formar um país"; a ativista, que ficou presa por mais de dois meses na Rússia, agradeceu o empenho do governo gaúcho, ressaltando que sem o apoio do Brasil, o processo de libertação poderia ser mais demorado

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL: Governador Tarso Genro recebe a bióloga ativista do Greenpeace, Ana Paula Maciel no Palácio Piratini. Foto: Caroline Bicocchi/Palácio Piratini
PORTO ALEGRE, RS, BRASIL: Governador Tarso Genro recebe a bióloga ativista do Greenpeace, Ana Paula Maciel no Palácio Piratini. Foto: Caroline Bicocchi/Palácio Piratini (Foto: Gisele Federicce)

Governo do RS - O governador Tarso Genro, recebeu nesta segunda-feira (30), no Palácio Piratini, a ativista gaúcha do Greenpeace Ana Paula Maciel. Ela retornou ao Rio Grande do Sul no sábado (28), depois de ficar mais de dois meses detida na Rússia. A ativista foi presa no dia 19 de setembro com 29 colegas ambientalistas que participavam de protesto contra a exploração petrolífera no Ártico.

"Nós desencadeamos um processo de interferência e influência para que o Brasil exigisse um tratamento dentro da legalidade e princípios democráticos que devem formar um país", afirmou o governador, destacando que o caso de Ana Paula nada teve a ver com vandalismo, como foi enquadrado pelas autoridades russas.

Acompanhada da mãe, Rosangela Maciel, a ativista agradeceu o empenho do governo gaúcho, ressaltando que sem o apoio do Brasil, o processo de libertação poderia ser mais demorado: "Eu agradeço muito ao meu país e Estado que foram incansáveis para que eu pudesse retornar o mais rápido possível. Tenho muita vontade de mudar o mundo e muitas formas para me manifestar, ainda quero trabalhar com animais selvagens, fazer estágio direcionado à arara azul no Pantanal, e voltar a Abrolhos e trabalhar com as baleias Jubarte". Durante o encontro, o governador e a ativista conversaram ainda sobre energias renováveis e novas tecnologias.

Os pais de Ana Paula estiveram no Piratini no mês de outubro, pedindo o apoio do Governo na intervenção junto à União para o retorno de Ana Paula ao Brasil. Na época, o governador colocou toda a estrutura institucional do Estado para ajudar na solução do problema. O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Fabiano Pereira, também participou do encontro.

Texto: Daiane Roldão

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247