Tarso quer 'perfil técnico' para substituto de secretário preso

"Eu vou valorizar predominantemente os nomes de natureza técnica", afirmou o governador; Carlos Fernando Niedersberg foi preso na Operação Concutare da PF, que investiga um esquema de fraudes em licenças ambientais no RS; a presidente da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Gabriele Gottlieb, também foi envolvida

Tarso quer 'perfil técnico' para substituto de secretário preso
Tarso quer 'perfil técnico' para substituto de secretário preso

RS 247 – O governador Tarso Genro (PT) anunciou nesta terça-feira que priorizará o perfil técnico na escolha dos substitutos dos investigados na Operação Concutare. A Polícia Federal prendeu o então secretário estadual do Meio Ambiente, Carlos Fernando Niedersberg (PCdoB) e a presidente da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Gabriele Gottlieb, por envolvimento num suposto esquema de venda de licenças ambientais no Rio Grande do Sul.

"A Fepam vai ficar totalmente subordinada à minha decisão. Eu vou valorizar predominantemente os nomes de natureza técnica, que tenham condições técnicas. Se for um quadro político, melhor", disse. Os novos nomes devem sair até o final do mês.

De acordo com a reportagem de Zero Hora, a investigação da PF captou uma conversa telefônica na qual Carlos Fernando Niedersberg estaria negociando com o diretor do Instituto Biosenso, Giancarlo Tusi Pinto, doações para campanha da vereadora Jussara Cony (PCdoB) à Câmara Municipal. A conversa foi realizada em 2012, quando o ex-secretário ainda era presidente da FEPAM, e teria identificado um pagamento de R$ 15 mil feito pela organização à campanha da candidata.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247