Taxa de desocupação tem leve queda na Região Sul

A taxa de desocupação na Região Sul caiu de 8,4% para 7,9% no 3º trimestre de 2017, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua; no Centro-Oeste, o percentual diminuiu de 10,6% para 9,7%; a região Nordeste (14,8%), apesar da queda na comparação trimestral, permaneceu registrando a maior taxa entre todas as regiões

A taxa de desocupação na Região Sul caiu de 8,4% para 7,9% no 3º trimestre de 2017, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua; no Centro-Oeste, o percentual diminuiu de 10,6% para 9,7%; a região Nordeste (14,8%), apesar da queda na comparação trimestral, permaneceu registrando a maior taxa entre todas as regiões
A taxa de desocupação na Região Sul caiu de 8,4% para 7,9% no 3º trimestre de 2017, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua; no Centro-Oeste, o percentual diminuiu de 10,6% para 9,7%; a região Nordeste (14,8%), apesar da queda na comparação trimestral, permaneceu registrando a maior taxa entre todas as regiões (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - A taxa de desocupação na Região Sul caiu de 8,4% para 7,9% no 3º trimestre de 2017, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. No Centro-Oeste, o percentual diminuiu de 10,6% para 9,7%. A região Nordeste (14,8%), apesar da queda na comparação trimestral, permaneceu registrando a maior taxa entre todas as regiões. Na comparação anual, a taxa ficou estável nas Regiões Sul e Centro-Oeste. Em nível nacional, a taxa foi de 12,04%, redução de 0,6 ponto percentual em comparação com o 2º trimestre deste ano.

O Nordeste apresentou os maiores índices ao longo de toda série, tendo registrado, no 3º trimestre de 2017, uma taxa de 14,8%. O Sul teve a menor, 9,7%. 

Segundo o levantamento, a taxa composta da subutilização da força de trabalho - que agrega os desocupados, os subocupados por insuficiência de horas e os que fazem parte da força de trabalho potencial - ficou em 23,9% no 3º trimestre de 2017. De acordo com o IBGE, o índice representa 26,8 milhões de pessoas. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247