TCE suspende licitação dos tablets da Secretaria de Educação

rgo de controle indicou a existncia de irregularidades no prego eletrnico, verificadas ainda em uma anlise preliminar. O valor total da negociao de cerca de R$ 148,6 milhes para a aquisio de 156 mil aparelhos.

TCE suspende licitação dos tablets da Secretaria de Educação
TCE suspende licitação dos tablets da Secretaria de Educação (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Raphael Coutinho_PE247 – Depois da Justiça comum, agora foi a vez do Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspender a licitação da compra milionária de tablets pela Secretaria de Educação de Pernambuco. O TCE alega que houve irregularidades no pregão eletrônico, identificadas em uma análise preliminar. O valor total da negociação é de cerca de R$ 148,6 milhões para a aquisição de 156 mil aparelhos. De acordo com o parecer do TCE, o processo foi disputado por apenas duas empresas.

Ainda segundo informações do TCE, oito concorrentes foram desclassificadas antes de poderem apresentar suas propostas de preço. Uma delas foi a Digibras, que entrou com medida cautelar no TCE e obteve sucesso. A empresa alegou que foi retirada do certame porque na hora de apresentar seu preço inicial, durante o pregão eletrônico, deu o valor global dos 156 mil tablets e não da unidade.

Em seu parecer, o conselheiro Carlos Porto, avaliou que caso o processo de compra prosseguisse, poderia advir “risco iminente de se sacramentarem graves e irremediáveis ofensas aos direitos dos licitantes desclassificados ou desistentes e relevante dano ao erário”, indicou. A Secretaria de Educação já foi notificada tanto da decisão do TCE, quanto da liminar proferida pelo Tribunal de Justiça.

Através de sua assessoria jurídica, a Secretaria de Educação está avaliando se os critérios utilizados no processo de pregão estão corretos e, caso fique configurado que não ocorreu um erro de avaliação, irá recorrer das decisões.

Os computadores portáteis serão distribuídos para alunos do 2º e 3º anos do ensino médio, dentro do Programa Aluno Conectado. Esses equipamentos terão especificações de segurança para inibir a ação de terceiros em caso de extravio. Eles terão um chip de localização, e poderão ser desconfigurados e inutilizados, em caso de roubo. Além dos livros escolares em formato digital, os tablets também contarão com softwares educativos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email