Teixeira: é preciso superar este estágio do machismo na política

Deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) prestou sua homenagem às mulheres nas redes sociais; "Quero cumprimentar as mulheres brasileiras. É um dia de luta"; "Enquanto temos 50% de mulheres na sociedade, no Parlamento temos menos de 10% de mulheres e é por isso que temos que fazer uma reforma política, que garanta que as mulheres terão metade dos assentos no Parlamento brasileiro. Temos que superar este estágio do machismo brasileiro na política, na economia e na sociedade", acrescentou  

Deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) prestou sua homenagem às mulheres nas redes sociais; "Quero cumprimentar as mulheres brasileiras. É um dia de luta"; "Enquanto temos 50% de mulheres na sociedade, no Parlamento temos menos de 10% de mulheres e é por isso que temos que fazer uma reforma política, que garanta que as mulheres terão metade dos assentos no Parlamento brasileiro. Temos que superar este estágio do machismo brasileiro na política, na economia e na sociedade", acrescentou
 
Deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) prestou sua homenagem às mulheres nas redes sociais; "Quero cumprimentar as mulheres brasileiras. É um dia de luta"; "Enquanto temos 50% de mulheres na sociedade, no Parlamento temos menos de 10% de mulheres e é por isso que temos que fazer uma reforma política, que garanta que as mulheres terão metade dos assentos no Parlamento brasileiro. Temos que superar este estágio do machismo brasileiro na política, na economia e na sociedade", acrescentou   (Foto: Leonardo Lucena)

SP 247 - O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) prestou sua homenagem às mulheres nas redes sociais. "Quero cumprimentar as mulheres brasileiras. É um dia de luta. Estamos vivendo um retrocesso, foi dado um golpe contra uma mulher", disse.

"Além deste golpe, retiraram todas as mulheres dos ministérios. Um enorme retrocesso. Retrocesso também que está acontecendo na sociedade. Aumentou o índice de feminicídios, além da questão estrutural, que as mulheres ganham menos no mercado de trabalho e têm menos postos de direção nas empresas do Brasil", acrescentou.

De acordo com o parlamentar, "o Brasil está em péssimo lugar neste quesito de participação da mulher na política". "Enquanto temos 50% de mulheres na sociedade, no Parlamento temos menos de 10% de mulheres e é por isso que temos que fazer uma reforma política, que garanta que as mulheres terão metade dos assentos no Parlamento brasileiro. Temos que superar este estágio do machismo brasileiro na política, na economia e na sociedade".

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247