Teotonio Vilela anuncia que está fora da disputa ao Senado

O ex-governador de Alagoas, Teotonio Vilela (PSDB), anunciou em sua rede social que não disputará o Senado nas eleições deste ano; mesmo depois de ter o seu nome envolvido pela PF no esquema de propinas de construtoras nas obras do Canal do Sertão - em 2017 foi acusado de corrupção ativa pelo executivo da Odebrecht Alexandre Biselli, um dos delatores na Operação Lava Jato -, ele sempre aparecia em segundo ou terceiro lugar nas pesquisas; Vilela elegeu-se senador em 1986, foi reeleito em 1994 e 2002, migrou para o PSDB em 1988 e se tornou presidente nacional de 1996 a 2001

O ex-governador de Alagoas, Teotonio Vilela (PSDB), anunciou em sua rede social que não disputará o Senado nas eleições deste ano; mesmo depois de ter o seu nome envolvido pela PF no esquema de propinas de construtoras nas obras do Canal do Sertão - em 2017 foi acusado de corrupção ativa pelo executivo da Odebrecht Alexandre Biselli, um dos delatores na Operação Lava Jato -, ele sempre aparecia em segundo ou terceiro lugar nas pesquisas; Vilela elegeu-se senador em 1986, foi reeleito em 1994 e 2002, migrou para o PSDB em 1988 e se tornou presidente nacional de 1996 a 2001
O ex-governador de Alagoas, Teotonio Vilela (PSDB), anunciou em sua rede social que não disputará o Senado nas eleições deste ano; mesmo depois de ter o seu nome envolvido pela PF no esquema de propinas de construtoras nas obras do Canal do Sertão - em 2017 foi acusado de corrupção ativa pelo executivo da Odebrecht Alexandre Biselli, um dos delatores na Operação Lava Jato -, ele sempre aparecia em segundo ou terceiro lugar nas pesquisas; Vilela elegeu-se senador em 1986, foi reeleito em 1994 e 2002, migrou para o PSDB em 1988 e se tornou presidente nacional de 1996 a 2001 (Foto: Voney Malta)

Por Cada minuto - O ex-governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) anunciou em sua rede social na tarde desta segunda-feira(12), que não disputará o Senado nas eleições de 2018.

Em seu Facebook, Téo afirma que apoiará a candidatura de Rui Palmeira a governador  e que continuará contribuindo como cidadão no estado. Confira a nota na íntegra:  

“Hoje comuniquei ao prefeito Rui Palmeira, presidente do meu partido, o PSDB, que não disputarei o Senado da República agora em 2018, mas que estarei firme no apoio à sua candidatura ao Governo do Estado.  Agradeço imensamente à população da minha Alagoas que me coloca bem situado nas pesquisas de opinião pública como candidato a Senador, assim como todas as manifestações de apoio que tenho recebido de lideranças políticas, nacionais e locais do PSDB e partidos aliados. A todos, muito obrigado. Depois de três mandatos de senador, dois de governador e por várias vezes presidente nacional e estadual do PSDB, continuarei a contribuir com o meu estado como cidadão. Que Deus abençoe a todos nós.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247