Traficante recebeu aviso de supervisor do Denarc

Delegado Clemente Castilhone Júnior é acusado de suposto vazamento da operação contra 13 policiais, deflagrada há dois dias; traficante "Codorna", de Campinas, recebeu telefonema da mulher avisando que um policial do Denarc havia passado em sua casa e dito para ele "sumir"

Traficante recebeu aviso de supervisor do Denarc
Traficante recebeu aviso de supervisor do Denarc (Foto: Eduardo Ferreira/Futura Press/Fo)

SP247 – Um traficante foi avisado que deveria "sumir", pois uma operação de combate ao tráfico prestes a ser deflagrada invadiria a Favela São Fernando, onde ele morava, em Campinas, no interior de São Paulo. Agnaldo Aparecido da Silva Simão, o Codorna, chegou a receber um bilhete de um ex-policial do Denarc, identificado como Pequeno.

O bilhete foi entregue ao Ministério Público Estadual como parte da investigação que prendeu sete policiais envolvidos com o tráfico, acusados de cobrar propinas e cometer outros crimes, como extorsão. A informação sobre a operação foi dada numa reunião secreta realizada entre o MP, a PF e a PM. O representante do Denarc era Castilhone Júnior.

Ainda há dúvidas se Castilhone, que ocupava o cargo de supervisor da Unidade de Investigações do Denarc, integrava o esquema ou se apenas vazou a informação. Os seis principais policiais apontados como operador do esquema de corrupção do Departamento continuam foragidos. Enquanto isso, o órgão acelera uma reestruturação interna que estava em curso e visa ter maior controle dos agentes.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247