Tragédia no Sul traz alerta para Ouro Preto

Menos de 1/3 das repúblicas tem equipamentos de segurança ou o chamado Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, que é o plano contra incêndios; Corpo de Bombeiros e Defesa Civil correm contra o tempo para fazer vistorias e adequar espaços para o carnaval 2013; para evitar incidentes nas ruas, Secretaria de Cultura determinou que os blocos não podem agregar mais que 400 pessoas

Tragédia no Sul traz alerta para Ouro Preto
Tragédia no Sul traz alerta para Ouro Preto
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Repleta de repúblicas, a cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, está em alerta depois da tragédia que vitimou mais de 230 jovens em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Conhecido pelos tradicionais carnavais de rua, onde a concentração de pessoas é muito grande, Ouro Preto sofre com locais sem equipamentos de segurança e falta de documentos que permitem o funcionamento livre.

Segundo o Corpo de Bombeiros, das mais de 300 repúblicas da cidade, cerca de 92 tem o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, o plano contra incêndios em dia. Ou seja, apenas 1/3 dos locais estão legalmente seguros para que os jovens aproveitem o carnaval. Ainda de acordo com a corporação, outras 15 repúblicas foram notificadas com pequenas irregularidades como sinalização das saídas de emergência e número adequado de extintores, pontos que devem ser resolvidos a tempo da folia de momo.

Ao jornal Estado de Minas, o tenente Márcio Toledo, da 3ª Companhia de Bombeiros de Ouro Preto, explicou que a corporação tem recebido mais denúncias depois da regédia no sul. "Nem toda república precisa do Auto de Vistoria, mas todas as que fazem festas abertas devem ter", destacou Márcio Toledo.

Outra preocupação do Corpo de Bombeiros está relacionada a quantidade de prédios históricos que não possuem o Auto de Vistoria, cerca de 65% deles. Para evitar problemas também nas ruas, a Secretaria de Cultura determinou que os blocos não podem reunir mais que 400 pessoas cada um. Para preservar o centro histórico, os palcos vão estar em vários cantos da cidade, como sugeriu o Ministério Público.

 

 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247