Transplantes aumentam 79% no Estado

Os órgãos que mais impulsionaram o desempenho desse tipo de procedimento foram os de córnea e rim, com índices de crescimento de 69% e 15%, respectivamente

Transplantes aumentam 79% no Estado
Transplantes aumentam 79% no Estado (Foto: Ministério da Saúde)

PE247 - Pernambuco teve aumento de 79% no número de transplantes realizados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), em comparação ao primeiro quadrimestre de 2011. Este ano, 481 transplantes foram realizados enquanto, em 2011, foram 268 cirurgias. Os órgãos que mais impulsionaram o desempenho desse tipo de procedimento foram os de córnea e rim, com índices de crescimento de 69% e 15%, respectivamente.

Com 31 equipes, uma central e quatro Organizações de Procura de Órgãos (OPOs), Pernambuco apresenta 11,8 doadores por milhão de população (pmp). O Brasil bateu recorde ao registrar 13,6 doadores pmp já no primeiro quadrimestre do ano, meta prevista para 2013. A nova meta do Ministério da Saúde é chegar a 15 doadores pmp em 2015.

O Brasil fechou o ano de 2011 com 2.048 doadores. Nesse primeiro quadrimestre, o país registrou aumento de 29% no número de doadores (726), comparado ao mesmo período do ano passado, quando houve 564.

“Atingimos um patamar importante e hoje o Brasil é uma referência. O país possui o maior sistema público de transplantes do mundo. Hoje, 95% das cirurgias são realizadas pelo SUS, de forma totalmente gratuita à população”, destaca ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

No primeiro quadrimestre de 2012, foram realizados 7.993 transplantes no país. Um crescimento de 37% comparado ao mesmo período de 2011, quando foram notificados 5.842. A região Norte registrou aumento de 109% e a região Centro-Oeste teve 103%. O transplante de coração teve crescimento de 61%.

Ainda nesse mês, o Ministério da Saúde anunciou R$ 10 milhões para aquisição do medicamento imunoglobulina para pacientes que realizarem transplante de rim e apresentarem rejeição aguda ao órgão transplantado. Esta iniciativa possibilita uma rápida recuperação, além da melhoria na qualidade de vida do transplantado. Em 2011, foram investidos R$ 1,3 bilhão para manutenção e crescimento da rede de transplante, quatro vezes mais que o total de recursos alocados para o setor em 2003, quando foram destinados R$ 327,85 milhões.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247