TRE-Ce e Governo do Estado firmam convênio para agilizar biometria

O TRE-CE quer, recadastrar no processo de biometria, cerca de 75% do eleitorado do Estado do Ceará até as eleições de 2018 e atingir 100% em 2020. De acordo com o convênio, serão cedidos ao TRE-CE cerca de 3 mil estagiários de nível médio, integrantes do do Projeto Primeiros Passos, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, para as zonas eleitorais do interior 

O TRE-CE quer, recadastrar no processo de biometria, cerca de 75% do eleitorado do Estado do Ceará até as eleições de 2018 e atingir 100% em 2020. De acordo com o convênio, serão cedidos ao TRE-CE cerca de 3 mil estagiários de nível médio, integrantes do do Projeto Primeiros Passos, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, para as zonas eleitorais do interior 
O TRE-CE quer, recadastrar no processo de biometria, cerca de 75% do eleitorado do Estado do Ceará até as eleições de 2018 e atingir 100% em 2020. De acordo com o convênio, serão cedidos ao TRE-CE cerca de 3 mil estagiários de nível médio, integrantes do do Projeto Primeiros Passos, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado, para as zonas eleitorais do interior  (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará e o Governo do Estado firmaram convênio para agilizar os trabalhos de identificação biométrica dos eleitores. O termo de cooperação técnica foi assinado pelo governador Camilo Santana e o presidente do TRE-CE, desembargador Abelardo Benevides Moraes, na manhã desta sexta-feira, no Palácio da Abolição.  

O TRE-CE quer recadastrar cerca de 75% do eleitorado do Estado do Ceará até as eleições de 2018 e atingir 100% em 2020. Nas eleições municipais de 2016, 34,78% dos eleitores cearenses votaram com a identificação biométrica (16% na capital).

De acordo com o convênio, serão cedidos ao TRE-CE cerca de 3 mil estagiários de nível médio, com idade entre 16 e 21 anos, para as zonas eleitorais do interior que realizarão o recadastramento biométrico de eleitores em 2017 e 2018. Os estagiários fazem parte do Projeto Primeiro Passo, da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social do Estado.

Dos 184 municípios cearenses, 62 já alcançaram a meta de 100% dos eleitores cadastrados. Em outros 117 municípios, o processo está em andamento. Deste total, 69 municípios farão o recadastramento biométrico obrigatório nos anos de 2017 e 2018. Ou seja, o eleitor terá que comparecer aos cartórios eleitorais. Quem não atender ao chamado da Justiça Eleitoral, terá o título cancelado. O cronograma dos trabalhos de revisão eleitoral (Provimento CRE-CE nº 1/2017) foi elaborado pelo Comitê Gestor da Biometria, coordenado pela Corregedoria Regional Eleitoral.

Em outros 48 municípios, incluindo a capital, o cadastramento de eleitores será ordinário, facultada a opção de realizar ou não a identificação biométrica até maio de 2018. Em Fortaleza, o TRE vai descentralizar e ampliar o número de postos de atendimento. Além do Vapt Vupt de Messejana, colocará outras opções de atendimento ao eleitor no Vapt Vupt do bairro de Antônio Bezerra e em shopping centers da cidade.

De acordo com o calendário do TRE, no próximo dia 6 de fevereiro inicia-se a revisão eleitoral obrigatória em Caucaia e Maranguape. Nestes dois municípios, também está em estudo a possibilidade de descentralização de atendimento com a instalação de postos em shopping centers locais.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social do TRE-Ce

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247