TRE tira da pauta ação de Joceval contra Uldurico Junior

O Tribunal Regional Eleitoral retirou da pauta de votação em plenário o processo movido pelo vereador de Salvador Joceval Rodrigues (PPS) contra o deputado federal Uldurico Junior (PV), no qual o vereador requer o mandato do deputado federal; "É mais uma manobra para postergar o processo", diz Joceval; o vereador acusa o deputado federal de "usar indevidamente" duas rádios para fazer campanha e promover abuso de poder econômico e político; Uldurico nega, e diz que Joceval quer ganhar no "tapetão", pois se vencer o processo, ele, que é suplente, assume seu assento na Câmara dos Deputados

O Tribunal Regional Eleitoral retirou da pauta de votação em plenário o processo movido pelo vereador de Salvador Joceval Rodrigues (PPS) contra o deputado federal Uldurico Junior (PV), no qual o vereador requer o mandato do deputado federal; "É mais uma manobra para postergar o processo", diz Joceval; o vereador acusa o deputado federal de "usar indevidamente" duas rádios para fazer campanha e promover abuso de poder econômico e político; Uldurico nega, e diz que Joceval quer ganhar no "tapetão", pois se vencer o processo, ele, que é suplente, assume seu assento na Câmara dos Deputados
O Tribunal Regional Eleitoral retirou da pauta de votação em plenário o processo movido pelo vereador de Salvador Joceval Rodrigues (PPS) contra o deputado federal Uldurico Junior (PV), no qual o vereador requer o mandato do deputado federal; "É mais uma manobra para postergar o processo", diz Joceval; o vereador acusa o deputado federal de "usar indevidamente" duas rádios para fazer campanha e promover abuso de poder econômico e político; Uldurico nega, e diz que Joceval quer ganhar no "tapetão", pois se vencer o processo, ele, que é suplente, assume seu assento na Câmara dos Deputados (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) retirou da pauta de votação em plenário o processo movido pelo vereador de Salvador Joceval Rodrigues (PPS) - à esquerda - contra o deputado federal Uldurico Junior (PV) - à direita, no qual o vereador requer o mandato do deputado federal. O relator do processo, juiz Fábio Alexandro Costas, retirou a ação da agenda de julgamento, atendendo a pedido interposto por Uldurico.

"É mais uma manobra para postergar o processo. Temos o direito ao nosso lado. Está usando de várias artimanhas para o processo ficar parado. O MP não concordou com a retirada, mas vamos em frente", diz Joceval.

O vereador acusa o deputado federal de "usar indevidamente" duas rádios para fazer campanha e promover abuso de poder econômico e político. O deputado nega as ações, e diz que Joceval quer ganhar no "tapetão", pois se vencer o processo, ele, que é suplente, assume seu assento na Câmara dos Deputados.

Se Joceval for para Brasília, quem assume sua cadeira na Câmara Municipal de Salvador é o primeiro suplente da coligação, o ex-vereador Euvaldo Jorge (PPS).

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247