Tribunal de Haia recebe denúncia da CPI da Covid contra Bolsonaro por crime contra a humanidade

O Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, na Holanda, emitiu um protocolo confirmando que recebeu o relato

www.brasil247.com - Ato pelo impeachment de Jair Bolsonaro e a CPI da Covid
Ato pelo impeachment de Jair Bolsonaro e a CPI da Covid (Foto: Midia Ninja e Agência Senado)


247 - O Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, na Holanda, recebeu nesta quarta (9) o relatório da CPI da Covid, que investigou a atuação do governo Jair Bolsonaro no enfrentamento à pandemia. O TPI emitiu um protocolo confirmando que recebeu o relato, segundo a coluna de Mônica Bergamo, no jornal Folha de S.Paulo. Os procedimentos, a partir de agora, são sigilosos.

No documento estão nove crimes imputados a Jair Bolsonaro: prevaricação, charlatanismo, emprego irregular de verba pública, epidemia com resultado de morte, incitação ao crime, falsificação de documentos particulares, infração a medidas sanitárias preventivas, crime de responsabilidade e crimes contra a humanidade.

"É mais um passo na caminhada contra a impunidade", afirmou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foi vice-presidente da CPI.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A CPI pediu 80 indiciamentos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email