TSE suspende propaganda de Aécio na tevê

Inserção partidária do PSDB mostra o senador e pré-candidato à presidência, Aécio Neves, com citações a respeito de suas virtudes à frente do governo de Minas Gerais e afirmando que irá "cuidar melhor do Brasil". Pedido do PT ao Tribunal dizia que as falas "claramente" tiveram o "intuito de alavancar sua popularidade eleitoral". Petistas queriam multa e cassação de 25 minutos de propaganda eleitoral do partido, mas decisão da ministra Laurita Vaz, do tribunal presidido por Cármen Lúcia, é de que a legenda substitua o vídeo

www.brasil247.com - TSE suspende propaganda de Aécio na tevê
TSE suspende propaganda de Aécio na tevê


Minas 247 – Uma peça publicitária veiculada na tevê e no rádio pelo PSDB, na qual o senador e pré-candidato à presidência da República, Aécio Neves (MG), é o protagonista, foi suspensa nesta segunda-feira 27 por uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral. De acordo com pedido feito pelo PT, que queria a suspensão total da propaganda, o vídeo teve "claramente" o "intuito de alavancar a popularidade eleitoral" de Aécio.

A ministra do TSE Laurita Vaz, corregedora-geral da Justiça Eleitoral, acatou parcialmente o pedido, autorizando o PSDB a substituir a peça nas próximas inserções na mídia. Em seu pedido à Justiça, o PT queria punição ao PSDB de duas formas: multa e cassação do direito de veicular 25 minutos de propaganda no segundo semestre deste ano.

Segundo os petistas, o fato de Aécio ter feito "citações a respeito de suas virtudes à frente do governo de Minas Gerais" e de ter mencionado a possibilidade de "cuidar melhor do Brasil" sugere que "uma pretensa gestão sua será melhor", o que desvirtua as finalidades enunciadas na Lei nº 9.096, de 1995, que trata dos partidos políticos. Outro argumento foi a ênfase do interlocutor ao se identificar, usando a expressão "eu sou Aécio Neves". O fato "ressaltaria o propósito de falar em benefício próprio".

O pedido pontua ainda a divulgação, na propaganda do PSDB, do site lançado recentemente "Conversa com os brasileiros", criado pela legenda para amplificar as caravanas de Aécio (leia mais) e que seria destinado à participação do público para "indagar sobre as propostas de governo". O TSE pede que nas próximas inserções do partido, a serem veiculadas nos dias 28 deste mês e no dia 1º de junho, a peça seja trocada por outra "que observe as prescrições legais". O PSDB tem cinco dias para apresentar sua defesa.

Leia abaixo o roteiro do vídeo e assista à propaganda suspensa pelo TSE:

Aécio Neves: O Brasil é um país de muitas riquezas, mas a maior delas é a nossa gente. Eu entrei na vida pública vendo brasileiros de todas as crenças conquistando a liberdade. Aprendi a respeitar as diferenças e a jamais abrir mão de princípios.

Quando fui governador, Minas recuperou a sua força e se tornou referência em educação. Agora, como presidente do PSDB, quero conversar com você, porque juntos podemos cuidar melhor do Brasil.

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247