Tudo igual nas semifinais da Copa do Brasil

Vasco e Ava empatam por 1 a 1 em So Janurio. Em Fortaleza, Coritiba e Cear ficam no 0 a 0

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_Ricardo Gomes, técnico do Vasco, avisou antes do jogo: vencer em casa era obrigação. Foi com esse espírito que o time de São Januário partiu para cima do Avaí, no primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil. Com o apoio da torcida, Diego Souza chutou aos 2 minutos e Marcinho Guerreiro tirou de cabeça em cima da linha. Aos 10, Felipe exige defesa do bom goleiro Renan. Até ali, o Avaí não tinha entrado em jogo. E acordou no minuto seguinte, com o centroavante William, que demorou e foi desarmado pela zaga vascaína. Mas, em casa, o Vasco partiu para cima. Foi mais perigoso, com lances aos 21 e aos 38. A posse de bola, até ali, estava 60 a 40. O Avaí, porém, fechou o primeiro tempo com o lance mais perigoso. Como no primeiro lance de perigo do jogo, um zagueiro vascaíno evitou o gol do Avaí.

O segundo tempo começou eletrizante. O Vasco pediu pênalti no primeiro minuto. Antes dos 10, Diego Souza arriscou da intermediária. O goleiro Renan, aos 17, salvou nos pés de Eder Luiz. Os vascaínos continuaram pressionando, mas o velho ditado voltou a campo: quem não faz toma. O Avaí fez 1 a 0 com uma bomba de Julinho, que recebeu de Acleisson e avançou pela lateral antes de bater no canto. Como na partida anterior, contra o Atlético-PR, o Vasco não se deixou abater e foi para cima. Renan salvou aos 38, mas não conseguiu defender o pênalti cobrado por Diego Souza no último minuto. O empate foi até injusto pelo volume de jogo vascaíno. O Avaí comemora.

No outro jogo, o destaque do jogo foi o goleiro Fernando Henrique, do Ceará, que fez, pelo menos, seis defesas decisivas e garantiu o 0 a 0 em Fortaleza. O Coritiba parece não ter tomado conhecimento do campo adversário e foi muito perigoso. Além do ótimo trabalho do ex-goleiro do Fluminense, a equipe paranaense perdeu outras quatro oportunidades de gol, com chutes que passaram perto da trave. Se esse mesmo ritmo de jogo for mantido na próxima semana, o favorito Coritiba conseguirá a classificação para as finais sem muito esforço diante de sua torcida no Couto Pereira.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email