UFC lamenta morte do reitor da UFSC

O reitor da Universidade Federal do Ceará, prof. Henry de Holanda Campos, divulgou nota oficial lamentando a trágica morte do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Prof. Luiz Carlos Cancellier, ocorrida na manhã de hoje. Na nota, o reitor se solidariza com os familiares do Prof. Cancellier e com a comunidade acadêmica da UFSC e critica o modo como o reitor foi tratado pelas autoridades federais, no processo movido contra ele

O reitor da Universidade Federal do Ceará, prof. Henry de Holanda Campos, divulgou nota oficial lamentando a trágica morte do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Prof. Luiz Carlos Cancellier, ocorrida na manhã de hoje. Na nota, o reitor se solidariza com os familiares do Prof. Cancellier e com a comunidade acadêmica da UFSC e critica o modo como o reitor foi tratado pelas autoridades federais, no processo movido contra ele
O reitor da Universidade Federal do Ceará, prof. Henry de Holanda Campos, divulgou nota oficial lamentando a trágica morte do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Prof. Luiz Carlos Cancellier, ocorrida na manhã de hoje. Na nota, o reitor se solidariza com os familiares do Prof. Cancellier e com a comunidade acadêmica da UFSC e critica o modo como o reitor foi tratado pelas autoridades federais, no processo movido contra ele (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O reitor da Universidade Federal do Ceará, prof. Henry de Holanda Campos, divulgou nota oficial lamentando a trágica morte do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Prof. Luiz Carlos Cancellier, ocorrida na manhã de hoje. Na nota, o reitor se solidariza com os familiares do Prof. Cancellier e com a comunidade acadêmica da UFSC e critica o modo como o reitor foi tratado pelas autoridades federais, no processo movido contra ele.

Cancellier era suspeito de tentar interferir nas investigações internas sobre a Operação Ouvidos Moucos, da Polícia Federal, que apura desvio de recursos em cursos de Educação a Distância (EaD) oferecidos pelo programa Universidade Aberta no Brasil (UAB) na UFSC.

A morte do reitor catarinense chocou professores, alunos e técnicos da comunidade acadêmica da UFSC. O reitor foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (2) no Beiramar Shopping, em Florianópolis. Segundo as investigações, ele teria cometido suicídio se jogando da escada do piso L4, caindo no vão central do shpping. Segundo a Policia Civil, um bilhete foi escrito pelo professor Cancellier, onde teria escrito: "Minha morte foi decretada no dia de minha prisão".

Confira nota da UFC:

A Administração Superior da Universidade Federal do Ceará manifesta consternação ante a morte trágica do Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Prof. Luiz Carlos Cancellier, ocorrida na manhã de hoje. Na comunidade acadêmica brasileira, acentua-se, com essa perda, a indignação pelo modo como o Prof. Cancellier foi tratado, recentemente, por autoridades federais, no contexto de um processo – ainda em andamento e sem juízo formado – que apura atos administrativos na UFSC.

O trauma da prisão e a decisão judicial que o afastou da Reitoria pesaram em demasia sobre os ombros de Cancellier, cuja brilhante trajetória no Ensino Superior será sempre motivo de orgulho para sua Instituição. Em nossa comunidade, essa perda é recebida como mais um golpe vibrado contra a Universidade pública de qualidade. Em nota expedida hoje, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior traduz com fidelidade o sentimento reinante:

"É inaceitável que pessoas investidas de responsabilidades públicas de enorme repercussão social tenham a sua honra destroçada em razão da atuação desmedida do aparato estatal. É inadmissível que o País continue tolerando práticas de um Estado policial, em que os direitos mais fundamentais dos cidadãos são postos de lado em nome de um moralismo espetacular."

Na UFC, estamos solidários com os familiares do Prof. Cancellier e com os professores, alunos e servidores técnico-administrativos da UFSC. Estamos, igualmente, alertas diante da pressão que se exerce sobre as nossas Instituições e que se deve, seguramente, à sua histórica insubmissão face ao arbítrio. Mesmo sufocadas pelo torniquete das restrições orçamentárias, que comprometem o alcance de sua ação transformadora, as universidades federais estão dispostas a resistir a quaisquer tentativas de desqualificá-las como instâncias independentes, sérias, empenhadas em oferecer ensino gratuito de qualidade e contribuir para o avanço socioeconômico do País.

Confrontada com a perda que experimenta a UFSC, a Universidade Federal do Ceará observará, a partir de hoje, três dias de luto oficial.

Fortaleza, 2 de outubro de 2017.

Henry de Holanda Campos
Reitor da UFC

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247