Um pré-pago para o lazer e a diversão

Peela oferece descontos na internet e poder ser recarregado tambm no varejo offline. Ingressos de cinema estaro disponveis at o final do ms, diz scio

Um pré-pago para o lazer e a diversão
Um pré-pago para o lazer e a diversão (Foto: Shutterstock)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Luciane Macedo _247 - Com um conceito inovador e um nome que remete a uma gíria para dinheiro, chega ao mercado o Peela, o primeiro cartão pré-pago e híbrido direcionado exclusivamente ao consumo de lazer, diversão, cultura e entretenimento. Disponível em conta virtual na internet e, em breve, também em cartão físico, o Peela oferece descontos exclusivos e amplia o acesso à indústria da diversão e cultura para quem não tem cartões ou conta em banco, aliando facilidade de compra e educação financeira, já que o pré-pago também proporciona o controle de gastos. O Peela torna-se uma opção interessante para quem procura um modo de inserção no mundo das compras pela internet e do entretenimento com descontos, mas também para quem quer planejar melhor os gastos -- especialmente pais que "se perdem" com as despesas mensais dos filhos.

O cartão é recarregável pela internet e, em breve, será possível fazê-lo também no varejo offline. A rede credenciada que aceita o Peela vem sendo agregada, à medida que novas parcerias são concluídas, à loja virtual Peela Shop. A expectativa dos criadores do pré-pago da diversão é inaugurar um mercado ainda pouco conhecido no Brasil, mas que faz sucesso nos Estados Unidos e na Europa: o de gift card diferenciado, ou seja, um cartão que pode ser utilizado continuamente pelo portador, em diversas lojas dentro de um nicho de mercado, indo além do conceito tradicional, em que troca-se um valor por presentes em uma única loja.

"Lançamos em outubro de 2011 e já temos quase 50 parceiros em processo de integração com o cartão", diz Eduardo Almeida, sócio-fundador e diretor de marketing do Peela. "Há uma lista de categorias de produtos que vamos preencher, mas começamos pelos digitais, cuja integração era mais fácil", assinala o idealizador. "Já fechamos parcerias para oferecer ingressos para shows, parques e passeios, e esperamos integrar ingressos de cinema ao Peela até o final do mês". Os produtos oferecidos na Peela Shop também incluem cursos, entre eles de gastronomia e fotografia, e descontos exclusivos só para quem tem Peela.

Para começar a usar o pré-pago, basta criar um cadastro no site do Peela e carregar a conta virtual com cartões de crédito, débito ou boleto bancário. Depois, é só acessar a Peela Shop e iniciar as compras. Quem tiver o cartão físico do Peela, que chegará ao varejo em breve, poderá carregá-lo com os meios aceitos no ponto de venda (dinheiro e cartões) e depois aproveitar as ofertas na loja virtual.

Para distribuir o Peela em pontos de venda em todo o Brasil, a startup fechou uma parceria com a empresa americana Incomm, líder mundial em pré-pagos no varejo. "Neste primeiro momento do Peela, estamos concluindo as parcerias nas diversas áreas do entretenimento. Na segunda fase, vem a entrada do Peela nas lojas físicas do varejo", explica Almeida. "As pessoas vão poder adquirir o cartão em livrarias, supermercados e farmácias, entre outros pontos de venda". Também está nos planos do empresário expandir o público-alvo do Peela ao mundo corporativo: "Queremos que as empresas usem o Peela em suas ações promocionais ou como uma maneira de oferecer um crédito em diversão para os funcionários".

Um jeito divertido de aprender

Os sócios do Peela também investiram no potencial do pré-pago como uma forma de não gastar além do planejado com entretenimento -- o que é fácil principalmente em época de férias --, e criaram um mascote para incentivar crianças e adolescentes a aprender a lidar melhor com seu dinheiro sem deixar de se divertir e consumir online.

Chamado de Pupilo, o porquinho-mascote em forma de cofrinho foi concebido para ser um herói financeiro. "Criamos o Pupilo para levar inclusão, educação e responsabilidade financeira para a garotada de uma forma descontraída e divertida", comenta Almeida. "Acreditamos na forma lúdica de falar sobre dinheiro com as crianças, e o que a gente quer é promover uma cultura de felicidade e diversão com responsabilidade no uso do dinheiro".

Para a educadora financeira Silvia Alambert, diretora-executiva do Money Camp no Brasil, ter um "pote do lazer" no orçamento mensal é uma boa maneira de não extrapolar os gastos sem deixar de se divertir. "Deveríamos saber dividir o dinheiro para fazer tudo o que queremos e precisamos sem que ele nunca falte", comenta. "É comum as pessoas colocarem o que seria destinado ao lazer em uma categoria mais genérica de gastos, sem separar no orçamento", diz a educadora. "Depois, gastam tudo no shopping com roupas e outros produtos e ficam com a impressão que o dinheiro não deu". Para Silvia, o pré-pago da diversão traz uma proposta interessante para separar esse dinheiro de lazer e direcioná-lo ao destino certo, sem desvios que possam desequilibrar as contas no final do mês.

Outro atrativo, avalia a educadora, é a possibilidade de integrar o Peela à mesada dos filhos. "Com um pré-pago só para o lazer e uma quantia já separada, os pais podem ajudar os filhos a planejarem melhor seus gastos", orienta Silvia. "Se já sabem quanto terão para o lazer do mês, os filhos também podem dividir suas despesas com mais clareza", assinala. "Já vão saber quanto vai sobrar da mesada para comprar uma roupa ou tomar um lanche com a galera".

Para Silvia, a segurança e a facilidade de uso do Peela também podem ser bons aliados, já que não é necessário saber usar um cartão de crédito para concluir as compras na Peela Shop: ao acessar uma oferta, a loja redireciona para o site original do produto, mas a compra é paga com o Peela. Mas é preciso supervisão dos pais com os mais novos, já que as categorias de compras incluem passeios turísticos. O site do pré-pago mostra um extrato da conta, com tudo o que foi gasto e as transações efetuadas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email