União reconhece emergência em 26 municípios

O governo federal reconheceu a situação de emergência em Maceió e mais 25 municípios de Alagoas afetados pelo temporal da última semana; a partir dessa decisão, os municípios já podem adotar medidas para reconstrução das áreas afetadas sem a burocracia imposta pelo serviço público; Alagoas, por exemplo, já garantiu recursos de R$ 12 milhões do governo federal para ações emergenciais, sobretudo humanitárias

O governo federal reconheceu a situação de emergência em Maceió e mais 25 municípios de Alagoas afetados pelo temporal da última semana; a partir dessa decisão, os municípios já podem adotar medidas para reconstrução das áreas afetadas sem a burocracia imposta pelo serviço público; Alagoas, por exemplo, já garantiu recursos de R$ 12 milhões do governo federal para ações emergenciais, sobretudo humanitárias
O governo federal reconheceu a situação de emergência em Maceió e mais 25 municípios de Alagoas afetados pelo temporal da última semana; a partir dessa decisão, os municípios já podem adotar medidas para reconstrução das áreas afetadas sem a burocracia imposta pelo serviço público; Alagoas, por exemplo, já garantiu recursos de R$ 12 milhões do governo federal para ações emergenciais, sobretudo humanitárias (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O governo federal reconheceu a situação de emergência em Maceió e mais 25 municípios de Alagoas afetados pelo temporal da última semana. As duas portarias, publicadas no Diário Oficial da União (DOU), não contemplam, pelo menos por enquanto, o município de Marechal Deodoro. A orla lagunar da cidade praticamente ficou embaixo d'água após as chuvas intensas.

A assessoria de comunicação da Prefeitura de Marechal Deodoro esclareceu que o Formulário de Informação de Desastre (FIDE) está sendo consolidado e ainda nesta quarta-feira o relatório será encaminhado para Brasília. Este é o pré-requisito para o reconhecimento da situação de emergência.

Numa das portarias, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Renato Newton Ramlow reconhece o quadro de emergência nos municípios de Atalaia, Barra de Santo Antônio, Cajueiro, Capela, Chã Preta, Colônia Leopoldina, Coruripe, Coqueiro Seco, Igreja Nova, Japaratinga, Joaquim Gomes, Murici, Paulo Jacinto, Paripueira, Pilar, Quebrangulo, Rio Largo, Satuba, São Luiz do Quitunde, São Miguel dos Campos, Santa Luzia do Norte, Jacuípe, Jundiá, Viçosa e União dos Palmares.

Na outra publicação, a capital é contemplada. Em Maceió, sete pessoas morreram soterradas em deslizamentos de encostas. Um homem ainda está desaparecido na Grota do Cycosa, no bairro de Santo Amaro. Nesta quarta-feira, os bombeiros devem retomar as buscas pelo quinto dia seguido.

Também foi reconhecida a situação de emergência em vários municípios pernambucanos, que, da mesma forma, foram castigados pelas chuvas. 

A portaria contempla Água Preta, Amaraji, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Gameleira, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, Caruaru, Ipojuca, Joaquim Nabuco, Jurema, Lagoa dos Gatos, Primavera, Quipapá, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

A partir da medida, os municípios já podem adotar medidas para reconstrução das áreas afetadas sem a burocracia imposta pelo serviço público. Alagoas, por exemplo, já garantiu recursos de R$ 12 milhões do governo federal para ações emergenciais, sobretudo humanitárias. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247