United vence clássico inglês e avança na Copa da Inglaterra

No retorno de Scholes, equipe vence o atual campeo Manchester City por 3 a 2 e segue para a quarta fase do torneio

United vence clássico inglês e avança na Copa da Inglaterra
United vence clássico inglês e avança na Copa da Inglaterra (Foto: Phil Noble/REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Manchester United e Manchester City fizeram, neste domingo, um clássico para não ser esquecido tão cedo. A vitória foi dos comandados de Alex Ferguson, que ganharam por 3 a 2 e se classificaram para a quarta fase da Copa da Inglaterra, eliminando o rival caseiro, atual campeão da segunda mais importante competição do país.

O jogo, surpreendentemente, marcou o retorno de Paul Scholes ao futebol. O jogador, que se aposentou no fim da temporada passada chegou ao Etihad Stadium junto com a delegação do Manchester United e causou surpresa. Em seguida, o site oficial do clube anunciou que o meia de 37 havia desistido da aposentadoria e que estava relacionado para jogar. Ele começou no banco, mas substituiu Nani aos 14 minutos do segundo tempo, mostrando ainda estar em forma.

A partida já tinha vários ingredientes especiais. A começar pelos 6 a 1 aplicados pelo City no clássico de dois meses e meio atrás, em pleno Old Trafford. Além disso, as duas equipes de Manchester brigam diretamente pelo título inglês, atualmente com vantagem de três pontos para o City.

Por isso ambos usaram o que tinham de melhor no jogo deste domingo. Novidades nos times titulares, só nos gols. Hart foi substituído por Pantilimon e De Gea, barrado, deu lugar a Lindegaard.

Aos 10 minutos, o United abriu o placar. Valência cruzou da direita e encontrou Wayne Rooney chegando de trás, embalado. O inglês testou firme e fez 1 a 0. Para piorar a situação do City, dois minutos depois Kompany foi expulso ao dar um carrinho na bola. O árbitro, porém, entendeu que o zagueiro chegou no lance de forma perigosa.

Em vantagem numérica, o Manchester United fez mais dois gols no primeiro tempo. Aos 30, Welbeck aproveitou uma sobra na área, deu um voleio bonito, elástico, e chutou sem chances para Pantilimon. Dez minutos depois, o goleiro pegou um pênalti batido por Rooney, mas o atacante inglês marcou no rebote.

A torcida do Manchester pedia "sete, sete", querendo uma goleada mais elástica do que a sofrida no Campeonato Inglês. Mas foi o City que voltou do intervalo marcando. Kolarov, aos 3 minutos, descontou, em uma falta muito bem batida.

Já com Scholes em campo, o City marcou o segundo. Aguero arriscou da entrada da área, Lindegaard falhou e deu rebote. O próprio argentino pegou o rebote e marcou, aos 20 minutos.

Ainda havia tempo para muitas emoções. Hargreaves, ex-Manchester United, entrou em campo e foi muito aplaudido pela torcida visitante. Com ele em campo, o City pressionou nos minutos finais e chegou muito perto de empatar, apesar da desvantagem numérica. Aos 46, Kolarov bateu no meio e Lindegaard não segurou. Ninguém apareceu para pegar o rebote. No lance seguinte até o goleiro Pantilimon foi para a área para um último escanteio na área do United, mas de nada adiantou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email